Outubro Rosa é coisa séria

É meus caros leitores, Outubro não é só o mês de feriado e ganhar presentes, Outubro é o mês dedicado para que as mulheres façam, ainda mais, exames para cuidar da saúde. Para mostrar que isso é coisa séria, vou contar a história de uma guerreira.

Conheci a história dela de perto, muito perto por sinal. A personagem em questão é minha mãe. Ela, há 9 anos, acabou vivendo o pesadelo que muitas mulheres passaram, o câncer de mama. Imagine só, apenas alguns anos antes, ter passado por um divórcio, ter que sustentar a casa sozinha com o próprio trabalho, terminar de criar uma filha que estava entrando na adolescência, cuidar para que os filhos não entrem numa fria, descobre que está com um nódulo no seio esquerdo. Não é uma tarefa fácil, além do mais, o divórcio trouxe a ela a responsabilidade de cuidar de uma casa sozinha. O trabalho de costureira teria que ficar de lado, pelo menos até sair o resultado da primeira cirurgia, pois quando se descobre um nódulo é feito uma cirurgia para saber se aquele nódulo é benigno ou maligno, em outras palavras, se é ou não câncer.

Quem tomaria conta das dívidas e do dinheiro que entrava na casa, os filhos mas velhos pagavam a faculdade e a filha nem idade para trabalhar tinha. Enfim, foi preciso erguer a cabeça e esperar, pois na saúde pública esperar é uma palavra pra lá de rotineira. Ok, cirurgia realizada, 20 dias mais tarde, lá vem o resultado, uma bomba: “Estou com câncer”.

Parecia até um balde de água fria, o pior sempre vem a mente, o que vai ser do futuro se uma fatalidade acontecer? A situação já estava complicada daquela forma, como seria sem ela para tomar as rédeas? Infelizmente essas questões ficam na cabeça e acabam abaixando a imunidade, por sorte uma depressão não chegou para tornar as coisas piores. Mais uma cirurgia, dessa vez para retirar tudo, nódulos, mama.

Para uma mulher, retirar a mama não é uma tarefa fácil, visto que é a parte onde é possível mostrar a feminilidade. Uma situação complicada, o médico disse que logo tudo ficaria bem, foi pego desde o início muito importante essa parte, logo a vida dela poderia ser o mais normal possível. Ela conseguiu se livrar de um mal, esse pesadelo ficou na vida dela por 9 meses, ela ainda precisava fazer sessões de radioterapia (por sorte seus cabelos não caíram).

Para se reerguer teve muito apoio dos amigos “sem eles eu não conseguiria” diz ela com olhos molhados. Sem os amigos talvez o final dessa história seria diferente. Mas as coisas são feitas como devem ser.

Então pessoal, em especial a mulherada, vamos nos cuidar, vamos nos amar. Como eu disse, ela teve muita sorte pois descobriu logo de início, ela pode ter uma chance graças a esse fato. Para ser descoberto é preciso fazer exames periódicos. Eu tenho muitas chances de ter esse mal também, e já explico toda vez que vou ao médico. Por isso meninas outubro rosa não é apenas o mês de chamar a amiga de bruxa ou colocar posts no face na cor, é o mês de ainda mais cuidar da saúde, pois isso deve ser feito todos os meses do ano.

mafagafas

Anúncios

Obrigada por comentar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s