A cura para mentes fechadas

Posso dizer que já fui uma das pessoas mais mentes fechadas que circulam por ai. Fui criada numa família conservadora que me ensinava desde cedo que mulher só casa com homem, e homem só casa com mulher. Mulher que presta é aquela quieta, que não faz bagunça e guarda o que pensa para si mesma. Usa saia abaixo do joelho e decote quase enforcando. Só namora depois de casar e nunca levanta voz pra homem.

4pdhmjstqh6g8zbssx6mpcxjm

Ensinaram-me desde cedo que é errado só de ver duas mulheres se beijando ou dois homens trocando carinho. Também era errado aquela mulher no bar bebendo e se divertindo, porque bar é lugar de homens, mulher que frequentar bar é vadia.

Mulheres devem usar vestidos, salto alto, maquiagem e estar sempre elegante e arrumada. Homens usam gravata, azul, boné, e nem pense em colocar brinco, é coisa de mulher.

Posso dizer que fui uma mente fechada até meus 10 anos, até o dia que vi uma mulher linda, bem vestida, alta, magra, loira, maquiada, radiando felicidade, tinha uma barba crescente rala e pomo de Adão bem visível. Aquilo foi um choque e avaliei mentalmente que vestido e maquiagem era coisa de mulher, barba e pomo de Adão era coisa de homem. Logo ouvi comentários ao meu redor:
-credo, esse ai é um perdido.

– que horror, nem olhe pra isso, deve ter aids.

– esse tipo de pessoa não devia se misturar com a gente.

Pensei em perguntar, qual o motivo de tudo aquilo? Ela não estava fazendo mal a ninguém, estava apenas no mercado comprando agua com gás. Para mim ela era linda, mais do que a moça que estava na nossa frente na fila do caixa, mais do que metade das mulheres que estavam no mercado, pensei: aposto que isso é inveja, porque ela é feliz.

Algum tempo depois comecei a reparar como era normal aquele casal de homens que passeava tranquilamente e como era tosco as pessoas que olhavam torto como se quisessem jogar tomates. Como era encorajador aquela mulher que tomava a frente em uma marcha por direitos iguais. E aquela mulher que usava micro saia era mais legal do que aquela que usa saia comprida. E o que eu tinha a ver com o cara que estava usando blusa cor de rosa? É uma cor bonita, porque não usar?

E o que você tem a ver com a mulher que usar gravata com bermuda? E o cara que quer passar batom? E qual o problema de homem com homem e mulher com mulher? Qual o seu problema? Isso mesmo, o problema é seu, é todinho seu e não das pessoas que você julga erradas ou fora do comum, elas estão vivendo a vida delas e você devia fazer o mesmo. Murmurinhos, comentários negativos e piadinhas fazem parte do século 20. Estamos com um pé em 2014 e você mente fechada que ainda julga por gênero ou seja o que for, aprenda que a cura para a sua doença é apenas ignorar o que não lhe agrada ou melhor ainda, não se importar com a vida de pessoas que são mais felizes que você pelo simples motivo de não viverem numa gaiola de padrões.

1600

Anúncios

Obrigada por comentar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s