Olha a Hallyu

Por: Vanessa Villasanti

4142752

No princípio era o Japão, seduzindo os brasileiros com seus animes, cosplays, mangás, tecnologias e suas bandas de de rock excêntricas onde os membros se vestem de mulher.

E então, quando menos se esperava, chegou a Coréia, com seus celulares e televisores de ultima geração acompanhados de, nada mais nada menos que, infindáveis grupos de garotas e garotos bem produzidos com figurinos produzidos e coreografias mirabolantes, cantando uma porção de linhas ininteligíveis para a maioria do povo de terras tupiniquins.

Esses coreanos estão levando multidões ensandecidas de adolescentes on fire a gastar as “suadas” mesadas em cds, posters, cards importados, shows e áreas vips, fanmeetings e todo tipo de atitudes dispendiosas para que possam ficar ou apenas se sentir, mais próximos do seus ídolos.

Com certeza 2013 foi o ano mais bombástico para os amantes brazucas do Kpop. Houverão visitar de grupos famosos e também shows de esgotar ingressos. Eventos de cultura pop fazem salas para kpoppers se divertirem em quizzes e dançar até cansar. Teve até um concurso que, já em sua 11ª edição, premiou o melhor dançarino e o melhor cantor cover com a gorda quantia de 10mil reais.

A grande verdade é que o movimento Hallyu*, como é chamada essa invasão de cultura coreana em outros países, não é apenas fogo de palha. Os coreanos vieram pra ficar, levando um pedacinho do país pra onde quer que passem. Não só a musica leva jovens a loucura, como também, de certa forma, incentiva-os a aprender mais sobre o país como um todo: desde hábitos alimentares até estudar o idioma, mesmo que a escrita seja bastante diferente da nossa.

Psys-K-Pop-Smash

 Psy conquistou o planeta com seu Gangnam Style em meados de 2012. O video conta com mais de 1 bilhão e 800 milhões de visualizações no Youtube. Após isso, fez história novamente com o single Gentleman que hoje atinge a marca de mais de 600 milhões de visualizações, nos mostrando que o Kpop tem todas as chances de atingir ocidente como um furacão, apesar das diferenças culturais.

O movimento Hallyu me atingiu, pessoalmente, em 2007. Cantoras como BoA e Younha e grupos como Super Junior e TVXQ! fazem sucesso há anos no Japão e são responsáveis pelo processo de “apaixonamento” de diversos, auto-proclamados Kpoppers de hoje. Naquela época era bastante fácil acompanhar, hoje em dia existem tantos grupos que, até mesmo os mais antenados acabam perdendo o rumo e não conseguem dar conta de conhecer a todos.

De todas as formas, O kpop está ganhando força tamanha, que pode-se até mesmo afirmar que está a altura de competir com grandes nomes da musica pop mundial, e fazer parte de maneira cada vez mais abundante no cenário mundial avidamente.

E você? Já se rendeu ao ritmo ragatanga hue do kpop? Me despeço dos leitores com um dos vídeos que mais tem feito parte da minha playlist nas ultimas semanas. O grupo se chama AoA (Ace of Angels), apareceu pela primeira vez em 2012 com o single Elvis, um conceito pop dançante “fofo” e agora aposta nas baladinhas sensuais e provocantes, tanto em letra como nas coreografias. Vale a pena conferir a versatilidade das garotas que, além de cantar e dançar, ainda fazem rap e até tocam instrumentos musicais em outras musicas.

*Hallyu significa Onda, em Coreano.

1237104_617219968308978_290064259_n

Vanessa tem 25 anos, já começou 3 faculdades e terminou só uma. Gosta de Kpop e o unico esporte que pratica é tentar (muitas vezes com sucesso) pegar bichinhos na clawmachine.

 

 

Anúncios

Obrigada por comentar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s