A história de uma vida

Eu sempre fui uma menina muito educada. Meus pais diziam que eu nasci para ser uma dama, mas acho que geralmente os filhos nunca tomam o rumo que os pais querem para eles. Eu já tive muitas coisas na vida, bens materiais como joias caras e importadas, sapatos caros, vivia no luxo, e tive uma base familiar e uma relação com as pessoas muito boa. Eu era uma menina feliz. Minha vida mudou depois daquela viajem de férias.

Meus pais eram pessoas muito atarefadas. Tínhamos uma vida muito boa devido ao trabalho duro deles na empresa dos meus avós. Quando meu avô faleceu, meu pai herdou tudo, inclusive a firma. Nunca pude reclamar de nada, pois eu e meus irmãos sempre fomos bem tratados e apesar trabalhar tanto, meus pais sempre foram muito presentes. Me lembro muito bem das noites em que eles sentavam nos pés da nossa cama para ler histórias. Eu sempre gostei muito da história de Peter Pan e era fascinada pelo Pequeno Príncipe. Assim como toda criança, sempre gostei de imaginar que um dia eu viveria aventuras incríveis por aí.

Realmente, eu passei por uma aventura incrível. Aos 17 anos, meus pais decidiram viajar. Foi uma grande surpresa para todos, pois estávamos indo para um lugar longe. Todos os anos eram sempre a mesma coisa, passar as datas comemorativas em casa, ou na casa de amigos, que por sinal moravam próximos. Foi uma grande alegria para todos quando estávamos saindo de casa rumo a um local totalmente novo. Mas só depois eu fui saber que seria muito melhor ter passado o natal em casa.

Na segunda noite de viagem, meu pai estava dirigindo e se deparou com algo inesperado. A colisão com aquele veículo foi tão violenta que o carro foi jogado pra bem longe da estrada. Eu não me lembro de muitos detalhes daquela noite. Acordei dias depois, num leito da UTI de um hospital. Quando me dei conta de que não estava mais vendo meus pais, ou meus irmãos, eu não sabia mais o que fazer. Eu havia perdido minha família. Toda a minha família morreu naquele acidente. Quando saí do hospital, eu não tinha para onde ir, eu não tinha contato nenhum para poder ligar e me dar uma ajuda. Eu estava sozinha, perdida, em uma cidade estranha, sem ter onde dormir, o que comer, não tinha nada.

Passei alguns anos da minha vida jogada em bancos de praça, comendo esmolas e restos de comida de alguém. Ganhava roupas para enfrentar o frio quando uma alma caridosa se comovia com a situação. Eu estava completamente perdida. Quando me dei conta de que estava perdendo até mesmo minhas recordações de como era minha vida anteriormente, eu decidi tomar uma atitude muito arriscada, mas que era necessária.

Encontrei uma livraria, e estava determinada a encontrar as obras que meus pais costumavam a ler para mim quando criança. Os olhares furtivos sobre mim não me incomodavam nem um pouco. Aquelas pessoas nunca vão entender os motivos pelos quais eu fui parar ali, por estar vestida daquela forma. Reparo que um homem para ao meu lado, e fiquei até com medo de que ele fosse pedir para que eu me retirasse daquela loja.

Ele olhou pra mim, conversou comigo, e parecia muito curioso em saber o que aconteceu comigo, e o que me levou àquela livraria. Me ofereceu uma xícara de café, eu contei minha história, contei tudo o que conseguia me lembrar. Sem saber, aquele homem me ajudou a resgatar todas as memórias que acreditava estarem apagadas dentro de mim. Ele me perguntou se eu poderia voltar à livraria um outro dia, para continuar aquela conversa. Se despediu, deixando um exemplar de Charlotte Street na mesa. Quando peguei o livro para entregar a ele, vi que havia um envelope com dinheiro e um bilhete.

Após ler aquele bilhete, eu sabia o que deveria fazer. Depois daquela conversa, eu senti algo dentro de mim que não sentia a muito tempo: a esperança de uma nova vida.

tumblr_meib3zZa9p1rwwtido1_500

Anúncios

Um comentário em “A história de uma vida

Obrigada por comentar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s