Namorar pra que?

Por: Ly Costta

image-1

Passei meses me perguntado por que as pessoas entram em um relacionamento sério. Namorar dá tanto trabalho, requer tanta disposição e saco, que eu em algum momento perdi a capacidade de entender por que as pessoas caem nessa besteira e firmam um contrato de boca, publicamente com alguém, que eu pensei… “Eu hein, nunca mais!”

Até encontrar alguém. Alguém com jeito menino de ser, com um olhar travesso e intenso que me deixa sem graça. Encontrar alguém me fez redescobrir porque as pessoas namoram…

As pessoas namoram porque ter alguém pra ligar a noite e contar como foi seu dia, aquece o coração; porque é a coisa mais linda quando ele fala pelos cotovelos e você fica ali sem prestar atenção em uma única palavra, hipnotizada, impressionada com o fato de você querer tanto alguém; porque é muito charmoso quando ele se distrai e começa a cantar, e você fica ali quietinha prestando atenção. As pessoas namoram porque não dá pra conter a ansiedade de apresentar ele para os amigos, ou pra aquela sua tia chata que vive dizendo que você escolhe demais e vai ficar pra titia; porque embora namorar dê muito trabalho, não dá pra imaginar passar um final de semana sem o outro; porque é de outro mundo quando ele fica puto e você eleva seu senso de humor e vê apenas uma criança birrenta e malcriada, e você ri delicadamente das reivindicações bobas que ele faz.

As pessoas namoram porque o outro se torna tão importante que todos precisam saber que ele é só seu; porque você não precisa ter todas as opções do mundo, quando na verdade você quer apenas uma; porque é mágico as piadas internas que só vocês entendem, e aqueles olhares que carregam até uma frase inteira; porque sexo já é bom naturalmente, mas com a pessoa que você ama, não tem preço. As pessoas namoram porque não tem nuca mais cheirosa do que a do outro; porque não tem colo mais aconchegante e não tem conchinha que se compare a dele; porque embora ter milhões de amigos e duas ou três baladas no final de semana seja bom, é no sorriso dele que você encontra o lado bom da vida de uma forma que você não encontra em nenhum outro lugar, e te faz se perguntar como sobreviveu tanto tempo sem isso…

Descobri porque as pessoas namoram, porque daqui onde estou eu posso vê-lo, e enxergá-lo me faz querer entrar, não em um relacionamento sério, mas em um relacionamento engraçado, onde toda mágoa se dissolve em um beijo gostoso e demorado, onde toda briga gira em torno de um senso de humor incompreensível e sarcástico que não nos deixará longe, porque o jeito dele me dá esperança de algo que eu não sei explicar, porque ainda não vivi… E eu já me sinto grata, por tão somente poder acreditar de novo.

image

Menina, mulher, louca por temaki e cafeólatra. Quase psicóloga, mas ouvinte de casos de amor desde que se entende por gente. Acredita no melhor das pessoas, e prefere chorar com as palavras porque geralmente é mais bonito. Formadora de opinião, geralmente enquanto recolhe alguns pedaços do coração de alguém pelo chão e apaixonada pelo poder das palavras.

Anúncios

Um comentário em “Namorar pra que?

Obrigada por comentar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s