O amor permite fazer loucuras?

Dias atrás aconteceu uma situação desagradável com minha pessoa. Uma esposa, enfurecida, veio até mim via inbox para reclamar que eu estava dando em cima do marido dela. A pessoa, ao invés de conversar começou a falar palavrões do tipo vadia, vagabunda, piranha e por aí vai. Como se não bastasse, eu nem sabia quem eram as pessoas e fiquei me perguntando: até que ponto podemos baixar o nível para manter um casamento e/ou relacionamento. Detalhe, ela estava fazendo isso por conta de que o tal marido estava na minha lista de amigos.

Antes de mais nada, quero dizer que não julgo a atitude dela. Mas, a meu ver, para se casar com alguém são necessários alguns elementos durante o relacionamento, que são confiança, cumplicidade, fidelidade e amor. Pelo que entendi, o casal estava se separando e ela queria manter o relacionamento visto que estava esperando o sei lá, segundo ou terceiro filho.

o-fim-do-relacionamento-e1334325519131

Tudo bem, é uma família em questão, mas vale a pena se submeter a esse papelão para tentar salvar o casamento? Não, mulher nenhuma deve fazer tais coisas. Uma coisa é conversar, dialogar e ver se está tudo bem. Agora xingar, julgar e imaginar coisas, em cima de pessoas que não estão a par de nenhuma situação, não é valido, nem para salvar um casamento de 50 anos.

Não sou casada, não sei como é ter filhos e família, mas mulheres, não é necessário ter algum homem para comandar a casa. Pelo que vi desta situação, o tal marido sempre fez esse tipo de coisa, deixando a esposa frustrada com dúvidas e mais dúvidas. Se isso é amor, ninguém sabe. Somente ela sabe o que motiva fazer este tipo de coisa. Mas jamais deveria fazer essas coisas acreditando que uma gravidez possa salvar algo que não tem cura.

Infelizmente muitas mulheres se submetem esse tipo de coisa acreditando que podem consertar o marido, até mesmo namorado, acreditam que com elas é diferente e que agora a situação é diferente. Mas infelizmente isso não é o que acontece, existem exceções, pelo mundo afora, mas infelizmente até hoje eu não vi.

bolo2

Então, se é por conta da família, existe a justiça para fazer valer, coisas do tipo pensão alimentícia, visitas semanais estão aí para serem aproveitadas. Homem é o que não falta no mundo. Se o caso for amor, é preciso rever estes conceitos. Amor é algo simples, e nós fazemos muita confusão quando se trata dele. Simplicidade é não precisar se preocupar com problemas.  Amor de verdade, é fazer tudo para manter o bem-estar da pessoa. É cuidar.

A atitude da esposa traída, só me faz pensar que os dois estão errados. Ela me tratou sem o mínimo de parcimônia e acredito que isto deva acontecer com o tal marido. Existe algo chamado amor possessivo e talvez isso se encaixe neste caso.

Então apenas digo, não deixem se enganar pela pressão do momento. Pode ser amor, mas volto a dizer, quem sou eu para julgar. Apenas acredito que os dois precisem conversar e ver todos os pontos errados. Mas, para manter um relacionamento não é necessário sair xingando meio mundo só porque a pessoa está adicionada no seu perfil.

Se estas coisas acontecem talvez não seja amor, e a dura realidade é que o relacionamento acabou. Sair investigando a vida do parceiro não vai resolver esse problema, brigar muito menos. Ter uma família é algo tão lindo, para quê estragar este momento (isto vale aos dois) fazendo coisas que irão magoar o outro. Amar é um privilégio, e ele pode ser visto por meio da família. Cuide bem de quem você ama.

Anúncios

Obrigada por comentar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s