#Proteja

Quando o grupo mafagafo se mobilizou em realizar a campanha #COPADASMENINAS, me recordei do tempo em que trabalhei como bolsista de vários projetos em defesa dos direitos das crianças e adolescentes, de forma que fui sensibilizada e amadureci tanto profissionalmente como pessoa, diante das histórias de vida de muitas famílias.

De um lado eu ficava feliz em saber que havia inúmeros projetos em defesa de crianças e adolescentes, e por outro, é lógico que se há inúmeros projetos de assistência tem algo de errado. Visitando instituições consegui em algumas palavras, abraços, tristes histórias, entender um pedacinho de cada criança e adolescente, abrindo os olhos para uma realidade que desfaz sonhos de infância, além de todo carinho que recebia, eles carregavam fardos pesados de violências físicas e psíquicas, e a sexual também estava presente – infelizmente.

É bem delicado tratar desses assuntos, porque muito dos casos quem era para proteger, fazia o contrário. Através da força, do silêncio e da troca. E as crianças e adolescentes silenciam, por não saber quem recorrer, de que forma agir, por medo, culpa, vergonha, a dependência do abusador e sua autoridade.

101_4556

O abuso sexual de crianças e adolescentes se caracteriza como:

(…) todo envolvimento de uma criança em uma atividade sexual na qual não compreende completamente, já que não está preparada em termos de seu desenvolvimento. Não entendendo a situação, a criança, por conseguinte, torna-se incapaz de informar seu consentimento. São também aqueles atos que violam leis ou tabus sociais em uma determinada sociedade. O abuso sexual infantil é evidenciado pela atividade entre uma criança com um adulto ou entre uma criança com outra criança ou adolescente que pela idade ou nível de desenvolvimento está em uma relação de responsabilidade, confiança ou poder com a criança abusada. É qualquer ato que pretende gratificar ou satisfazer as necessidades sexuais de outra pessoa, incluindo indução ou coerção de uma criança para engajar-se em qualquer atividade sexual ilegal. Pode incluir também práticas com caráter de exploração, como uso de crianças em prostituição, o uso de crianças em atividades e materiais pornográficos, assim como quaisquer outras práticas sexuais. (Dados da Organização Mundial da Saúde (WORLD HEALTH ORGANIZATION-WHO, 1999).

O contexto abordado pela Organização é bem amplo, além do contato físico, é considerado também abuso quando não há contato físico, através do voyeurismo, abuso verbal e exibicionismo.
Há uma diferenciação entre abuso e exploração sexual. O abuso é caracterizado por utilização da sexualidade de uma criança ou adolescente, para práticas de qualquer natureza sexual, e a exploração, é a utilização para fins de lucros através de atos sexuais, utilizando crianças e adolescente.
É neste ponto que quero chegar. Segundo pesquisas da Unifesp, cerca de 5,4 milhões de pessoas, foram vítimas de abuso sexual da infância. Com a Copa e grandes eventos no Brasil, a situação piora, estereotipado como o país do sexo fácil, nossas crianças e adolescentes ficam mais sujeitos, devido há um mercado sujo, um turismo sexual que não perdoa a inocência. Foi sancionada a lei que torna crime hediondo, mas mesmo com todo o rigor, as sedes da Copa são campeãs em exploração.

O pior de tudo isto é a banalização desse crime, naturalizando e não sendo compreendida como violência, condenando as vitimas, advindas da exclusão social.
É uma realidade de números orbitantes, o que posso dizer é PROTEJAM NOSSAS CRIANÇAS, NÃO SÓ NA COPA, MAS TODOS OS DIAS. DENUNCIEM, para que as meninas e meninos cresçam de forma saudável e protegida, com sua integridade física  e moral.
_

Anúncios

Obrigada por comentar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s