Refor(a)mar

Quer entrar? Bate na porta, para ouvir as batidas dos teus passos, os teus sussurros.

As paredes do meu corpo estão rebocadas de passado, tingidas da cor de hematoma, é preciso reformar, desfazer os entulhos de orgulho e ilusão, há fissuras profundas nos telhados da alma.

images

Entra, em cima da mesa há algumas despesas, de sentimentos caros, não podem ser pago por moedas e nem vendidos em camelôs de falsos sentimentos. Joga tintas na parede para tirar esse cinza branco gelo e colorir o que é belo. Cuidado, as portas estão enferrujadas, se fecharam por um tempo do mundo, para reconstruir a decoração do interior. A cama está fria de corpos, mas descansa sonhos adormecidos, aproveita é pega um copo para brindar. A reforma é longa, demorada, quem sabe você me ajuda a colocar as coisas no lugar, está um pouco bagunçado, não repara na bagunça não, vamos ajeitando, criando jeito nas desordens passadas.

As janelas ficaram embaçadas de um amor cego, me ajuda a limpá-las?

Quem diria reformar rima com amar, estar disposto a se construir de passados futuros.

Desmoronar as bases para reconstruir o próprio chão, sustentar as vigas dessa vida de desafetos, que não se encaixam em sentimentos sob padrão. Entra. Não ouvi a campainha por falta de companhia, de punhos fechados sonoriza essa batida, entra por essa porta e me reconstrói de afetos.

images

 As roupas do guarda-roupa já não cabem mais nos corpos e os sapatos desbotados, não servem ao pé calejados, posso ser da medida do teu abraço? E caminhar junto dos teus passos?

Vem, me ajuda nessa reforma, arranca os chãos, as paredes, os vidros frágeis destas janelas.

Anúncios

Obrigada por comentar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s