Amor e ódio

Quando nos desentendemos assim, não conseguimos perceber o quanto somos parecidos.

Quando nossas opiniões se diferem, e achamos que um não compreende o outro, é difícil se lembrar do quanto conhecemos sobre o outro.

Quando o que mais queremos é fazer com que a pessoa entenda o nosso lado, esquecemos por um instante que talvez podemos estar errados, e talvez, o outro lado deve ser levado em consideração.

Quando nossas atitudes nos parecem normais, não percebemos o quanto elas podem ter magoado alguém. E se este alguém lhe disser que não aprovou essa atitude, não é correto fingir que não lhe deu ouvidos. Isso mostra indiferença, e quando se há amor, não pode haver indiferença, são sentimentos opostos e que não andam juntos.

Quando as palavras se tornam ofensivas, e o timbre de voz muda, não devemos fugir ou atacar com mais voracidade. Uma palavra que magoa pode ser uma resposta para um sofrimento, e se a palavra foi direcionada a você, tente refletir se o sofrimento não foi causado por você.

Brigas acontecem, desentendimentos também, mas não deveriam ser uma oportunidade de insultar e demonstrar rancor e julgamentos.

Eu gostaria que antes de acontecer situações assim, nós tivéssemos um pouco mais de juízo, e percebêssemos o quanto fazemos bem um para o outro.

Tentar se lembrar do quanto meu sorriso te faz feliz, a alegria que sinto ao saber que você pensou em mim ou me escreveu uma carta enquanto estava no trabalho.

Lembrar que somos quase um só, e por sermos íntimos, não precisamos esconder sentimentos sinceros, sejam eles belos ou não.

Gostaria que antes de dizer “eu te odeio”, poderíamos pensar no quanto nos amamos, e como é importante estar lado a lado nos momentos bons, mas nos ruins também.

Lembrar de que a nossa força vem do amor que sentimos, e que se a gente alimentar esse amor diariamente, ele será cada dia mais forte. Em contra partida, se esse amor sente amargura e rancor ele enfraquece, sofre e pode morrer.

Por isso, não se esqueça: me ame quando não mereço ser amado. Me perdoe mesmo que eu diga coisas horríveis ao seu respeito, pois eu também saberei perdoar. Se eu chorar, não corra, me proteja, me dá colo. Se eu te odiar, não finja que não fez nada, que está tudo certo e não mudará de opinião. Aprender a viver com o outro te faz aprender a viver com você mesmo, inclusive a conhecer suas próprias falhas.

E pra finalizar, se eu sorrir, saiba que sou feliz por ter você comigo. Se eu disser que te amo, eu realmente o sinto. Se fiz uma carta para você é porque merece. Se eu disser que você está em meus planos futuros, dê valor a isso, faça meus sonhos valerem a pena.

tumblr_mnfovdkIiY1s4vh59o1_500

Anúncios

Obrigada por comentar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s