Falo de sexo! Não, não quero dar pra você!

Engraçado como vivemos num mundo onde todos lutam pelos direitos das pessoas, mas que exista ainda tanta hipocrisia. Sim, somos hipócritas. Dizemos como as pessoas merecem um canto neste mundo, mas julgamos elas pelo que dizem e/ou fazem.

pin-up-4

Infelizmente as pessoas julgam errado alguém falar de sexo. Todo mundo dá por aí e come o que quer. Mas não, falar disso é algo totalmente errado e quem o faz é tachado como biscate e/ou pegador. Ou pior, quando é a mulher que fala, todos acham que ela está se oferecendo, como um produto. Do tipo eu sei trepar, venha me comer.

Meu querido, não é porque falo de sexo que quero dar pra você. Transar, foder, trepar são coisas naturais e deveriam ser interpretadas como tal. Não entendo porque os homens machistas pensam, imaginam, cogitam a ideia de que a mulher que fala de sexo merece ser fodida como um animal.

metal33

Quero deixar claro que se vivemos em um mundo que todos querem seus direitos correspondidos nessa tal de sociedade, devemos tomar o mínimo de vergonha na cara e observar certas atitudes que são da idade da pedra.

Esse lance de julgar pessoas, sem ao menos se preocupar em saber as reais qualidades que elas têm, foi-se embora no século passado. É hora de repensar o lugar no mundo e observar que as coisas mudaram. Sim meus queridos, as mulheres trabalham como mestre de obras, elas olham para as bundas dos caras também, elas não ficam mais dentro de casa sendo uma dona do lar.

E o melhor, elas trepam, na hora que sentirem vontade, com o cara que dá tesão, no lugar que elas se sentem bem, na posição que elas acham adequado, podem até dar a bunda pra você. Mas somente se elas sentem a vontade de fazer isso. Sem ninguém para dizê-las que é certo ou errado, elas mesmas fazem o próprio julgamento do “politicamente correto”.

tumblr_lwlblty5jQ1r7s7n9o1_500

Então se você, pensa que as mulheres que falam de sexo merecem levar piroca na cara não de um jeito bom pra criar vergonha na cara, saiba que este pensamento parou no tempo há muitos anos. Talvez isso seja recalque de alguém que não é bem resolvido com a própria sexualidade. E pior, não faz a mínima ideia de qual o próprio lugar no mundo.

Anúncios

3 comentários em “Falo de sexo! Não, não quero dar pra você!

  1. Primeiro, você tem o direito SIM, de vestir uma roupa mais curta, de falar sobre sexo com os homens, mas isso não significa que ninguém vai te julgar. É óbvio que vão te julgar e criticar. Somos julgados por tudo que dizemos ou fazemos, TUDO! E além de sermos julgados, todos nós julgamos também. Isso é humano. Se eu sair na rua pelado, é óbvio que vai ser estranho. Vivemos em uma sociedade, e toda sociedade tem uma cultura.

    Segundo, eu não sei com que homens você anda conversando, mas particularmente, não conheço nenhum que: ao ouvir uma mulher falar de sexo, vai querer “foder ela como um animal”. Sejamos francos, mulheres que falam abertamente sobre sexo é lindo, e sim, demostram ter conhecimento do assunto na prática, e consequentemente, o homem vem a se interessar na mulher, mas o que há de errado com isso?

    Terceiro, eu não penso que se uma mulher vem-me falar sobre sexo ela deve levar piroca na cara, a não ser, é claro, se ela quiser.

    Quarto, com certeza devem ter homens machistas por aí, como tem mulheres femistas…

    Quinto, parabéns pelo blog, sempre que tenho tempo, o leio.

    1. Sim respeito a sua opinião. Mas eu tive relatos de pessoas próximas que certos rapazes queriam dar drogas pra essas meninas para fazer o que bem entendem. Com a justificativa de que elas falam de sexo então topam qualquer coisa. Com certeza existem caras legais que veem isso de uma maneira sadia e que acaba instigando em fomentar em algum tipo de relacionamento. Mas, como existiu aquelas campanhas de que a mulher pode se vestir da maneira que quiser que não estará provocando ou incitando ao estupro, resolvi fazer algo parecido com relação em abordar o tema sexo. Ah e a parte de “levar piroca na cara” eu ainda sublinhei “não de um jeito bom”, seria como uma forma de relacionar o ato ao estupro, aquele que não tem o consentimento da pessoa.
      Obrigada pelo carinho.

Obrigada por comentar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s