Receita pra um coração partido

Passei tanto tempo juntando os cacos que achei que seria impossível remendar esse coraçãozinho que carrego, afinal de contas os tombos e tropeços foram muitos. Alguns hematomas ali, um tanto de cicatrizes causadas pelos cortes, arranhões e despedaçamentos. Um trabalho de conserto quase sem fim.

Na verdade, se olhar bem de pertinho é possível perceber que não está tudo perfeito. Ainda é possível ver onde alguns pedaços se colaram, as marcas que as fissuras causaram. Mas aprendi que, apesar de cada feridinha ter doído muito, sem elas eu seria metade do que eu sou.

Capturar

Eu já tive vergonha e tristeza por carregar esse coração cheio de marcas. Achei que ele nunca mais ia sarar e precisaria de tratamento médico até meu último dia. Cheguei a pensar que ele tinha ficado deficiente, incapaz de sentir qualquer coisa de amor.

Mas o problema é que para coração machucado não existe muito remédio, não tem prótese, e nesse caso, andei pesquisando e trocar por um novo também não funciona. Tendo constatado a impossibilidade de um tratamento pra ele, tive que encarar a realidade e fazê-lo reagir.

A solução que encontrei foi olhar para trás, e entender uma coisa: o passado só serve para uma coisa: aprendermos com os nossos erros. Ao admitir isso, percebi que cada marquinha carregada nesse coração não era uma dor, uma lástima na minha vida, mas um aprendizado. Percebi que cada cicatriz foi como uma peça para que eu me tornasse que eu sou hoje: certas vezes bruta, certas vezes mais sensível, e descobrindo a cada dia novas sensações.

Depois de um tempo, eu percebi que não adiantava eu me lamentar do meu insucesso afetivo, que isso só me fazia alimentar um sentimento ruim, que sufocava, e apertava ainda mais um coração. Não me agrega alimentar isso.

Hoje, ao olhar cada resquício de machucado, é inevitável lembrar qual foi o tombo ou pancada que causou aquilo. Mas ao perceber isso, noto também que aprendi a ser mais forte a lidar com uma situação nova. A cada tombo, eu não perdi um amor. Eu cresci um pouquinho, e me tornei mais madura.

Capturar

Certa vez, alguém disse que só um novo amor cura o velho, perdido. Não sei se é bem assim. Um novo amor pode demorar a chegar, e não temos esse tempo para remoer mágoas e alimentar ressentimentos.

Para mim, o amor próprio é a cola para juntar esses caquinhos todos. Sem ele, é impossível fazer o coração bater novamente e sentir coisas lindas. Note: não falei em egoísmo, falei AMOR. Portanto, para um curar um coração partido, ame, ame muito sim. Ame você. Se dê o direito de amar, de aprender, de aceitar e principalmente: de viver feliz.

Anúncios

Um comentário em “Receita pra um coração partido

Obrigada por comentar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s