Primeira vista

Um dia alguém vai segurar sua mão, e de repente um frio vai paralisar seu estômago, sem entender essa sensação inesperada, um sorriso será esboçado.

Nunca acreditei em amores a primeira vista, por ser míope demais, andar distraída e também pela necessidade do tempo, de se conhecer, trocar carinhos, gostos pessoais, comparando os comuns, músicas favoritas e tudo que se complementa.

Mas você me trouxe calma e paz, misturado com um doce e amargo. Não sentia uma sensação assim um bom tempo, ou foi à primeira vez, já não me lembro de sentir meu coração saindo pela garganta e tentando disfarçar, não sei se foi a insegurança, ou a forma do  seu olhar com o meu, dos passos alternados, e respiração ofegante, não sei se era  o céu que estava com um tom especial ou meu bom humor, o sorriso do porteiro, o cantar de um passarinho, aquele chocolate favorito, não sei o que tornou tão especial  e diferente neste dia.

Seria tolice acreditar em destinos.

images

O chuvisco do dia anterior que me deixou entediada e disposta a viverem boas coisas no próximo dia, a alegria exacerbada no sorriso da criança, uma boa ação, não sei, se as condições contribuíram ou você veio manso, para trazer alegrias parcelas em cada dia, temperado de um tom de poesia.

Eu sei que vai ter dias que eu vou morrer de raiva, mas parafraseando Cazuza “… ás vezes te odeio por quase um segundo, depois te amo mais, teus pelos, teu gosto, teu rosto, tudo, tudo que não me deixa em paz”.

Anúncios

Obrigada por comentar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s