Urvasi, “It’s My Birthday” e os anos que as separam

Dia desses, estava eu dentro de uma loja quando ouvi uma melodia bastante familiar, mas numa versão diferente. Apurei minha audição o quanto pude, enquanto a cabeça buscava em seus arquivos a qual canção aquilo se assemelhava. O estalo veio tão rápido quanto a decepção: era uma versão hip-hop do clássico hindu “Urvasi” do superprodutor A. R. Rahman. Uma música que me trazia lembranças gostosas, foi um dos primeiros memes do Youtube que eu participei – o do “Rivaldo Sai Desse Lago” e o reino das legendas zuadas.

Wcody-2-590

 

Uma coisa – e bem divertida – é você usar do seu desconhecimento e fazer uma paródia imitando com as palavras do nosso vocabulário os sons que a gente ouve, outra é fazer o que o Will.I.Am fez. E olha que sou pró Will e todas as batidas que ele já produziu – algumas já me fizeram dançar bastante, inclusive. Mas eu sinceramente não consegui gostar do que ele fez com Urvasi. Provavelmente seja uma coisa só minha mesmo, já que ele mexeu com minhas memórias. Antes, vamos falar um pouco sobre Urvasi:

 

Urvasi segue a fórmula de sucesso da Índia: faz parte da trilha sonora de um dos filmes indianos. É uma das cenas do filme Kadhalan, de 1994. Exatamente! Urvasi já tem 20 aninhos! É uma música melodiosa e divertidíssima de acompanhar (se quer voltar rapidinho ao ano de 2006, te indico acompanhar as legendas HU3 feitas naquela época, aqui em cima). Geralmente, os filmes indianos tem músicas que permeiam a narrativa. Ô turma pra gostar de musical! Aliás, eu tenho pra mim que musical não é categoria de classificação de filme por lá, já que todos os filmes TEM QUE TER ao menos uma música e com ela, uma coreografia bem feita. É interessantíssimo ver que todo filme pop hindu tem de ter isso. Eu sugiro assistir Missão Kashmir pra entender como a coisa flui. E não é por causa do Hrithik Roshan, o cara mais gato daquelas terras. Hehe. 

Em 2006, com a explosão da maravilhosa dancinha do Tunak Tunak Tun, os vídeos hindus começaram a ser visados no Youtube. Depois da zuera do “Rivaldo Sai desse Lago”, a galera começou a procurar ainda mais no Youtube por músicas indianas nas quais encaixavam paródias com palavras em português. Assim nasceram os incríveis “Golimar”, “Soca pra lá” e “Tônico com Guaraná”, versão brasileira do sucesso do Dahler Mehindi. Os campeões de acessos eram aqueles que passavam fidelidade no som e ainda criavam historinhas no decorrer da música. Obviamente, pouco tempo depois, a onda do viral passou, mas ainda há os vídeos por aí. É um dos memes que eu tenho maior carinho, devo minha graduação em Letras a eles. Se não fosse essa zuera pra embalar minhas madrugadas, eu teria enlouquecido.

A única coisa que a versão americana traz de bom é a notoriedade a uma música já esquecida. Mas mesmo com o aval do produtor hindu A. R Rahman, não foi uma coisa legal. Valeu pra mim também a lembrança da web 1.0.

Confira agora a versão:

Anúncios

Obrigada por comentar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s