Noite de Ano Novo

E no meio dos fogos uma lágrima caiu, era o pior dia da vida dela. Uma passagem de ano banhada em lágrimas. Todos diziam que a maneira que você passa a virada é como passará o ano todo, mas ela não acreditava nisso.

tumblr_m6x4137iYJ1qfkyclo1_500

Não acreditava tanto, que não quis pensar que aquelas palavras eram verdadeiras. Não acreditou quando ele disse que não queria mais. Tentou, em vão, que ele mudasse de ideia, a pior burrice que ela poderia ter feito.

O duro não foi o término, mas pra ela, enquanto o status do perfil constava “namorando”, ainda tinha esperança. Mas aquilo ruiu no momento que olhou o perfil dele.

Então tentou dormir, era difícil ter apenas bons momentos para lembrar. Eles brigavam, sim, porém, as coisas boas eram maiores, toda vez que ela ia pra cama pensava nos sorrisos que dera ao lado dele. Agora, em pleno ano novo, só pensava em quão infeliz se sentia.

Tinha apenas uma janela com um céu estrelado. Pensou nos planos que fez, imaginara transar com ele sob um manto estrelado, viu que não teria mais aquilo, ao menos não com ele.

Em outros tempos ela dormiria, para esquecer a própria realidade. Mas atualmente a realidade era melhor que sonhar. Neste tudo podia ser perfeito, embora quando acordasse teria de conviver com a verdade da própria vida.

Ao invés de dormir, bebeu. Soluçando, envolta com água salgada por todo o rosto, tomou alguns goles do whisky do velho bar da casa do pai. Apenas queria que tudo aquilo passasse. Queria que ele sofresse também e as palavras que saíram, foi tudo que ela conseguiu escrever.

Uma espécia de “adeus”. Agora seria oficial. Disse meia dúzia de palavras amigáveis, esperando que ele fosse feliz e que ela estava triste. Mais um erro. A mensagem chegou, e junto apareceu a porra da visualização, ele nem sequer respondeu.

Ela lembrou-se o porquê odiava tudo aquilo, porquê nunca entregou-se de verdade à alguém, porquê não se importava com os status de uma rede social. Era sempre a mesma história, a mesma dor e naquele momento lembrou que jamais deveria ter aberto o coração a um estranho qualquer.

Olhou para o céu novamente e já estava amanhecendo. Aquela garota chorou a merda de uma noite inteira. Olhou para baixo e juntou os cacos do coração, colou junto do que restava no peito, secou as lágrimas e o nariz escorrendo. E jurou, nunca mais abri-lo novamente.

Anúncios

Obrigada por comentar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s