I Fuck Hard

É meus amigos, essa década promete ser a mais digna de ser lembrada. Muitos avanços ocorreram e ocorrem com o passar dos dias. Uma delas com certeza foi a de mulheres terem se aberto com relação à sexualidade. De maneira mais breve e mais recente, depois do livro 50 Tons de Cinza, vimos muitas divas aderindo ao sexo selvagem.

Tenho que dizer que um livro falar de tal assunto e impulsionar tal ato me deixou um pouco espantada por ver a magnitude de sua abrangência. Precisou um livro para que muitas mulheres pudessem falar “Sim, eu transo!” e não ser vista como uma vagabunda.

cinquenta-tons-de-cinza-livro-capa

Um exemplo disso é o grande número de fotos de meninas que são divulgadas. É muita hipocrisia condená-las por fazer uma coisa natural para aquele casal, e é engraçado culpá-las por algo que o retardado do ex imaginou, que divulgando as fotos, seria a melhor coisa a ser feito no momento do término. Mas vamos deixar isto para um outro momento.

Graças a 50 Tons de Cinza, vimos que muitos sex shops nos possibilitaram aderir aos brinquedinhos de uma maneira mais fácil. Antigamente era difícil achar um e quando achava precisava ser cauteloso na hora de fazer suas comprinhas. Dia desses fui com uma amiga e a sacola estava transparente e ela ficou com vergonha de andar comigo. Falei pra ela nem se preocupar porque ninguém deveria me punir pelo que eu havia comprado. Aliás, isso fica para o próximo post.

Lembram daquela música “Um tapinha não dói?” pois é, pode até doer, mas as mulheres amam. Boys, não se assustem se elas pedirem para bater na cara delas. A sensação de apanhar e ser comida é tão maravilhosa que vocês não fazem ideia. Claro que nem todas querem ser espancadas mas um tapinha na cara e na bunda é sempre bem-vindo. Já vi muitos caras se assustarem com isso, mas enfim, existem girls que curtem um amorzinho, logo eles se encontram.

images

Ser amarrada e fazer algo sado não é nada ruim. Se não tem o equipamento em casa, existem motéis temáticos que contribuem com essa façanha e garanto que é o maior pedido das garotas.

Seja como for, se foi a década, se foi o livro, ou que caralho for, as mulheres podem decidir se querem levar um tapa na cara. Não seria preciso um motivo para iniciar uma conversa sobre isso e temo que demore um pouco para que tal atividade seja realizada sem questionamentos.

Como vemos também em Ninfomaníaca, uma mulher que sentia a necessidade de prazer a todo tempo. Atualmente acabou aquele papo de que mulher não dá no primeiro encontro. Ela dá e ainda pede de que maneira quer fazer.

ninfomaniaca

Anúncios

3 comentários em “I Fuck Hard

Obrigada por comentar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s