Quem estou

Cada vez que conhecemos uma nova pessoa, inevitavelmente somos alvo de uma enxurrada de perguntas que ajudam os outros definirem quem somos e a nos colocarem alguns rótulos para que nos encaixamos em alguns padrões formatados de fábrica em seus sistemas operacionais: nome, nascimento, que profissão exercemos, qual salário, estado civil, classe social, qual a formação, qual a cor preferida, a comida que mais gosta, o tipo de filme que sempre vemos. Parece que temos que definir isso muito logo, pois se não dissermos sou assim ou assado, o outro não se dá por satisfeito ou, pelo menos, pensará que somos uma pessoa sem personalidade.

 

Capturar

 

Se várias notícias estão acontecendo pelo mundo – crise política e econômica no Brasil, guerra na Síria, alta do dólar, show da Katty Perry, a última declaração bombástica do Bolsonaro, último episódio do MasterChef e o recomeço do The Voice, a estreia do novo filme da Marvel – e você não está por dentro de absolutamente todos os assuntos e não comenta algo em pelo menos uma das suas redes sociais: MEU DEUS, que criatura mas sem sal.Você não tem opinião pra nada.

Confesso que isso me incomoda um pouco. Certa vez me perguntaram qual minha banda preferida, e eu falei que não tinha uma. Me perguntaram qual meu filme preferido, e até tentei escolher um, mas são tantas histórias… Então me pediram o que eu mais gostava de comer, e eu só pensava que até hoje, só experimentei uma coisa que não gostava. Na minha indecisão de uma opção pra cada coisa, a pessoa me olhou como se eu fosse um E.T e soltou: “como assim você não consegue escolher?”

Eu já mudei tantas vezes. Mudei de opinião, de gosto, de banda, de cor. Já mudei de cidade, de emprego, de estilo de música. Já mudei de lugares que frequentava, de esporte, de time de futebol. Já mudei de estilo de roupa, de posição política, de rotina, de cerveja preferida. Já mudei tanta coisa e continuo mudando tantas outras todos os dias, que passei a achar muito difícil dizer que eu sou, prefiro dizer quem estou.

Capturar

Estou constantemente buscando vivências que me confrontem com todas as minhas verdades absolutas que criei e que já me fazem perceber que a vida é muita curta para verdades e que até essa afirmação pode não ser uma verdade. Desde que percebi que estou mudando, vivi tantas coisas, tantas pessoas, tantos lugares, tantos cheiros e sabores, cores e sorrisos que só me fazer perceber que é uma delícia estar quem estou, mas descobrir que se pode estar sempre diferente. Nem melhor, nem pior. Nem certo, nem errado. Nem feio, nem bonito. Apenas estar.  Quem estou hoje não estará amanhã. E assim seguimos, estando.

Anúncios

Um comentário em “Quem estou

Obrigada por comentar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s