Gratidão

 

É  realmente difícil florescer e ser primavera depois de tantos invernos, mas a alegria aparece de forma repentina, diante de gratidões repletas de fé. A alegria é simplificada demais, todavia, é preciso aguçar os sentidos e os olhares, ser constantemente feliz, exige uma maturidade emocional de reconhecer privilégios significativos.

Pratique a gratidão, reconheça de forma positiva o que a vida te oferece.

Está ruim? O que posso aprender com isso? É impaciente? Estas adversidades podem te  deixar um pouco mais paciente. Parece muito simples e clichê, mas a gratidão pode realmente mudar nossas vidas. Reconhecer nas dificuldades aprendizados profundos, se auto conhecer.É preciso esvaziar-se e ser leve, conseguimos remar o barco em marés turbulentas em situações difíceis, como marujos mais experientes.  Somos arquitetos dos nossos destinos, e podemos projetar e construir caminhos mais árduos ou mais fáceis nessa via de existência. Acredito que ter um coração grato pode evitar alguns infartos (e claro, manerar um pouco nas gordices).

Mas como situações de gratidão podem mudar nossas perspectivas? Reclamar não resolve em nada, além de gerar uma corrente de estresse. Esse vídeo traz reflexões sobre comprovações neurológicas e de como a gratidão age no nosso cérebro:

https://www.youtube.com/watch?v=BXYbA-Xu8xs

O processo é mais fácil quando está tudo certo e acontecendo da forma que gostaríamos, mas, e quando as coisas aparecem estar todas erradas?

Com a gratidão você reconhece valores que antes passavam despercebidos diante da correria e das cobranças cotidianas. Reclamamos do que não possuímos materialmente, nessa lógica consumista, mas pouco percebemos o quanto já temos (até muito mais que o necessário), do que não somos, já que titulações e termos nos criam inúmeros substantivos, e esquecemos de reconhecer que somos alguém, repletos de vivências, opiniões, sentidos, aprendizados, um ser único  com inúmeras qualidades, que em meio de tantas cobranças é difícil nos reconhecer ou melhor, se encontrar. Conheci inúmeras pessoas com o ensino fundamental incompleto e plenamente sábias, ser uma doutora não me privilegia ser detentora do conhecimento, posso ter conhecimentos, mas não ser sábia, entendem a lógica? Conheci professores da vida, que mal conseguiam pronunciar corretamente o português, mas me ensinaram lições valiosas, grandiosas que nenhuma enciclopédia conseguiria descrever com tanta propriedade.

grata

Como disse e repito, ser grato é simples, mas exige um esforço, como reconhecer o aroma encorpado de um café doce, elemento presente em nossas manhãs, da rotina, experimentar um sentimento de gratidão. Pessoas tão próximas de nós, mas que parecem tão distantes, diante de nossas impaciências, reconhecer o valor de cada uma, antes de projetar mil e uma acusações quando algo não está bem, infelizmente lançamos algumas das nossas frustrações inconscientemente, nessas pessoas mais próximas de nós, desacelera, é engraçado quando agimos com gentileza diante de algumas situações de estresses, muitas pessoas que recebem no caos esses sentimentos, ficam sem reação, precisamos proliferar um pouco mais disso. Ter fé, independente de nossos credos, um pedaço de bolo de chocolate, amigos incríveis, batata frita, aquela música preferida que resolve soar em um lugar inesperado, situações que nos façam ser gratos agem como um vírus, isso se espalha, através da sua gratidão, você faz com que outras pessoas se tornem gratas.

Posso dizer, foi exatamente assim que consegui me livrar de uma depressão reconhecendo inúmeras gratidões que a vida me proporciona, vi uma aminha amiga rabugenta (não me briga amiga),  ser menos reclamona.

Flávia Melissa que criou o desafio “300 dias de gratidão”, reforça que:

“Não importa o que aconteça. Você pode bater seu carro, perder o emprego, terminar um relacionamento ou até mesmo perder alguém que ame: você vai continuar agradecendo. Você pode achar isso difícil, mas eu te digo: sentir-se grato é o primeiro passo para que você crie a realidade que deseja ver manifestada.”

Mas não vale simplesmente proferir palavras, é preciso interiorizar, e realmente acreditar nisso, deixar de ser vitima de problemas ou ‘dos quês e porquês”, agir verdadeiramente, em uma constante busca de sabedoria, de bondade, de reconhecer que apesar dos infernos, há uma vida doce, maravilhosa e única.

Sentimos uma excessiva felicidade, não digo que vamos parar de reclamar, mas mentalizar isso como um processo, de forma mais madura e consciente, e reconhecer que apesar de todas essas dificuldades, há inúmeras e maiores situações que compensam tudo isso.

E você? Já foi grato hoje?

Referências: http://flaviamelissa.com.br/gratidao

Anúncios

Um comentário em “Gratidão

  1. Estou aqui em Cvel, esperando o marido cumprir os compromissos pro novo concurso que será assumido! São duas opções: – Angustiar-se com a espera; – Respirar e pensar que se tem um “tempo livre”, esse mesmo tempo que é disputadíssimo, que dizem que “é dinheiro”. Escolhi a segunda, por vários e diversos que já passaram pela vida aqui, felizmente, encontro esse texto e outros mais, e penso: Sim! Tudo Bem! Obrigada! 😀 Um Abração pessoa! Paz de Cristo!

Obrigada por comentar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s