Língua grande. Língua solta.

A bendita língua grande e língua solta. Tem gente que parece que nasceu simplesmente para “soltar” a língua. Ah, se soubéssemos o quanto as palavras podem ajudar ou prejudicar realmente uma pessoa. Talvez, não falaríamos pelos cotovelos e nem tão pouco inventariamos histórias. Existem vários tipos de linguarudos e infelizmente estamos sujeitos a conviver com eles… Ou até ser um deles. Tem gente que ficar sem fofocar é como ficar sem comer.

bla-bla-bla

Não existe “fofoquinha do bem”. Se abrirmos a nossa boca para falar algo que não nos diz respeito, é porque lá no fundinho já queremos prejudicar alguém. Você já reparou que a língua foi feita para ficar dentro da boca né? Pois é, à toa Deus não fez isso. Mas tem gente que trata a língua como um órgão à parte do corpo, aquele que por hora não se tem controle e nem domínio. Aquela velha desculpa: “Não falei por mal, quando vi já tinha soltado sem querer”. Ah, me poupe!

Existem vários tipos de linguarudos. E eu tentei listar alguns que tenho identificado a minha volta. E olha, que estou bem “abençoada” de linguarudos por perto!

Linguarudo que se faz vítima: é aquele que diz que só falou algo para se defender. (Oh tadinho).

Linguarudo ingênuo: é aquele que nunca tem culpa de nada. Afinal só falou o que ficou sabendo. (Super correto, só que não).

Linguarudo criador: é aquele que escuta algo, mas faz questão de mostrar seu talento de criação e aumentar 300 vezes a mais o que escutou. (Criatividade é tudo né gente).

Linguarudo otimista: é aquele que acredita que sua fofoca irá fazer bem, afinal ele só está querendo ajudar. (que bonzinho né!).

Linguarudo em abstinência: é aquele que espera o tempo todo, uma oportunidade para fofocar algo. (fica na janela, na porta, onde for).

E esses não são os únicos. Devem existir muitos outros tipos por aí. De certa forma todos nós estamos sujeitos a ser linguarudos. Mas, precisamos aprender que nossas palavras têm poder. Tudo aquilo que nossa boca diz é de responsabilidade nossa. Não culpe os outros por algo que você falou. Assuma tudo aquilo que você disser. Aprenda a usar a boca para outras coisas… Além de falar. Quem muito cuida da vida dos outros, tem a sua vida virada de ponta cabeça. E ah, só pra finalizar: Boca fechada não entra mosquito mesmo!

Anúncios

Obrigada por comentar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s