Incertezas cotidianas

Tem dias que se fazem reflexões necessárias.

Não quero ser somente uma consumidora de oxigênio do planeta Terra. A vida deve ser mais que situações tão cotidianas e comuns, é preciso respirar fundo e ter ações diante do que queremos, da realização pessoal, de sentir o açúcar mais encorpado de todas as batalhas necessárias que enfrentamos e trazem sentido novo.

E como seres que produzem história, tenho uma necessidade de entender sobre as minhas ações, sobre quem eu sou, o que estou fazendo por esse lugar que habita 7 bilhões de seres humanos e inúmeras espécies. Sem egos exaltados, a minha existência é muito pequena, mas me sinto plenamente pensativa, no impacto das minhas ações, do tempo que tenho por aqui nessa breve existência, de uma forma muito espiritualizada, tenho certeza que há alguma coisa por se fazer por aqui, em um processo evolutivo.

13335774_1569686173332645_7920979387731474130_n
A tantas cobranças internas, de muitas vezes, não corresponder ou fazer esforços para suprir minhas expectativas, e não é de coisas muito grandiosas, mas de situações que me complementam de humanidades, em situações que fogem de valores cultivados por tanto tempo, em uma construção pessoal.

Envelhecemos, mas uma alma bem cuidada só se renova, se amplia em uma incessante necessidade de ser melhor e desfrutar cada dia de uma vida tão veloz. E nessa velocidade, sinto necessidade de saltar do balanço e sem muitos rodopios, abraçar os sonhos com uma coragem esquecida e enferrujada. Há primaveras em broto e no meu coração, que precisam florescer.

As situações de disciplinas são necessárias para as perfeições, mas, tantas vezes precisamos fugir da linha que sempre está reta, é necessário criar curvas com o giz e rabiscar os asfaltos da vida. Pode ser crises existenciais de uma vida, que ainda é tão nova, mas já não é tão infantil!

tumblr_static_tumblr_static_28u9uhj6zehw0c8s0kok0sco8_640

Sinto que as minhas asas cresceram, talvez o suficiente ou necessário para voar, para realizar pequenezas gigantezas na vida miúda dessa escritora, então que se saiba partir de tudo que faz mal ou atormenta, por segundos ou anos, partir é deixar e se reencontrar. Esqueça as desculpas e viva a poesia.

Anúncios

Obrigada por comentar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s