Uma breve saudade

No rádio está tocando uma velha canção do Oasis e me fez recordar dos domingos tediosos, das suas covinhas e do teu mal humor noturno de saber que o outro dia é mais uma segunda, repleta de compromissos, filas e estresse. O cabelo despenteado e a sintonia de te abraçar como um velho blues, o querer estender infinitamente a noite, como uma fuga dos problemas das nossas rotinas.

Você me parecia uma canção dos anos noventa, um banho de mar no verão, um gosto forte e doce de alguma bebida.

tumblr_o0k9b5qhkh1ro7gpyo1_500

Talvez amanhã seja um novo dia e essa breve saudade se desloque para longe daqui, como uma velha embarcação em busca de portos seguros. Eu prometi não alimentar mais sonhos que devem ficar guardados no passado, as imagens insistem (repentinamente) como uma sequência de filmes franceses.

Eu queria te dizer, que não fomos nem um romance de Shakespeare e destas tragédias clássicas, mas, nossa sintonia e os detalhes dos dias singulares fizeram poesia em nossa breve existência. Essas histórias que marcam as nossas miseráveis vidas, que se guardam de forma nostálgica em nossos íntimos baús. Vivemos sempre de um “talvez” ou “poderia ser”, acredito que foi como deveria acontecer, podemos nos lamentar por erros, já que hoje observamos com um olhar amadurecido, mas como dizem os clichês ditados, não era pra ser. São pequenas tatuagens estampadas em quem somos e o que fomos, fizemos o possível no nosso breve “era para sempre”.

Anúncios

4 comentários em “Uma breve saudade

Obrigada por comentar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s