Enlouquecendo

Eram 5:00 horas da manhã e eu estava deitada no chão perto da piscina. Olhava o céu estrelado, talvez na esperança de ver alguma estrela cadente ou porque não conseguia pensar em nada melhor pra fazer. Pela primeira vez em dias minha cabeça estava vazia, não pensava em nada apenas observava o escuro do céu. O vento batia levemente em meu rosto e fazia cocegas, um sorriso nasceu. Foi quando senti novamente aquela presença, no mesmo momento senti um arrepio. É estranho que pensei no instante que senti ela pela primeira vez. Ainda era muito pequena, mas lembro bem de como foi.

Cresci sentindo como se em algumas situações estivesse alguém ao meu lado, mas nunca vi um rosto. Eram apenas sensações e aqueles olhos de predador. Nada além disso. Antes era tão simples e leve, e hoje já não é assim. Essa presença e o olhar que me perseguem me deixam confusa, com medo. Embaralha minhas emoções e pensamentos, me perco em todos os momentos que as sinto e depois também. Não sei o motivo disso, não faço a mínima ideia do por que mudou. Mas essa mudança foi brutal. Começo a pensar que talvez eu tenha inventado você quando era criança pra não me sentir sozinha. Já que passava tanto tempo só e precisava de alguém apenas para conversar ou para me sentir acompanhada. E como criança imaginava que um dia isso iria se tornar realidade. No fundo sempre foi o que esperei a minha vida toda, a minha ilusão infantil surgindo na minha vida e vivendo comigo feliz pra sempre.

3016997713_1_3_0vwhefyi_large

A realidade não é essa e pelo que sei nem irá ser. E ter consciência disso é algo cruel, então começo a me questionar por que ainda sinto isso? Por que ainda vejo esses olhos? E a verdade que vem a minha mente é que estou enlouquecendo. Já não sei diferenciar a realidade da ilusão. Muitas vezes não sei se realmente vivi isso ou se sonhei.

No momento que percebi o caminho que meus pensamentos tinham me levado levantei, subi na mureta e por ali sentei. Olhei de novo o céu, fiquei tão concentrada em minha autoanalise que nem percebi que o sol já havia saído. Já era manhã, pra ser mais exata 8:00 horas da manhã. Corri diretamente pro meu quarto e por lá me tranquei, dormi na esperança de não acordar. Aquilo era de mais para mim. Sim eu estava enlouquecendo, era essa a única explicação.

Anúncios

Obrigada por comentar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s