Então estávamos lá mais uma vez, olhando nos olhos. Aquele silêncio de sempre, por onde começar a dizer. Havíamos falado que era só amizade, mas estar cara a cara mostrava que não era bem assim. Você segurava minha mão e o meu coração batia tão forte e rápido que achei que em algum momento ele ia parar. Onde foi que estava com a cabeça quando achei que ali havia mais um sentimento de amizade? Era claro que sentia muito mais do que isso, esse sentimento é algo tão mais complexo e profundo. Agora olhando nos teus olhos, e sentindo o teu braço envolto ao meu corpo, as suas mãos me fazendo carinho e sentindo a reação que a minha pele tem quando tocas nela tive mais uma vez a certeza do que realmente se passa em meu coração.

Engraçado falar que mais uma vez tive essa certeza enquanto isso sempre foi a sua incerteza. Mas agora te observando enquanto olha em meus olhos, vejo o que sente. É a primeira vez que sinto que sou retribuída e isso é tão bom. Dá uma vontade gigante de gritar pro mundo que eu sou sua, só sua.

Sim, sou só sua… Porém minhas palavras frias diziam que se eu precisasse ser só sua amiga seria. Na sua voz podia perceber a sua dor quando me perguntava se era isso que queria, a minha voz também passou a dor que eu senti quando falei que se precisasse sim. O que faríamos então? Apesar do que sentíamos tentaríamos apenas amizade?

nos-dois

Não, não era isso que queríamos. Você me abraçou mais forte, colocou a cabeça em meu ombro e me olhou nos olhos. Eu retribui aquele olhar, e como no começo da conversa o silêncio dominava. Mais uma vez as palavras não eram necessárias e eu adoro esse nosso silêncio que diz tudo por si.

Vários meses haviam se passado, e estávamos a muitos quilômetros de distancia. E novamente tivemos que dizer que a amizade é o que sentíamos. Quando pedi um tempo foi na esperança de acalmar o meu coração e dizer a ti que poderia fazer o que tivesse vontade sem pensar em como isso me afetaria. Porém logo pela manhã já percebi que havia feito uma burrada, afinal acordar e não ver a sua mensagem de bom dia me deixou relembrando de momentos como aquele no teatro.

Não sei se teremos a chance de olhar novamente nos olhos e de dizer tudo o que deve ser dito, mas já sinto desde agora um vazio em meu peito. Não acredito que tive coragem de desistir daquilo que acredito, o que me talvez me acalme é que essa decisão possa nos ajudar a entender o que realmente sentimos.

Agora é esperar para saber se fiz a maior burrada da minha vida ou se fiz a escolha certa. Saiba desde já que esse tempo que pedi não significa que eu não quero falar contigo ou saber se está bem. Não poder estar contigo também não significa que eu não te ame.

Anúncios

Obrigada por comentar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s