Passarinhos de volta, no Ninho…

Hoje, o nosso “narrador” é o Helder Fernando Stevanato, e mesmo que o poema pareça meio mimimimi romantiquinho, ele tá aqui… no Projeto Vozes ❤

Busca

 

O meu ser sente-se invisível à multidão

Rostos que passam por mim e vão

Em vão busco atenção

Mas no fundo é com seu olhar que eu sonho

Que ele me encontre, me deseje

Queria ser perceptível ao poder que deles vem

Pois enchem meu peito de um querer bem

Ver, enxergar e sentir

Eu sonho com que você se enxergue nestas linhas

Que elas digam o que minha voz e timidez jamais diriam

Timidez ou medo?

Arriscar a perder tudo?

Quantas vezes eu me perco embasbacada

Anotando mentalmente cada detalhe do seu rosto?

Acho que no fundo você nota,

E sabe que eu pertenço a você…

Em meu peito é um grito,

Ora sufocante

Ora ensurdecedor

Estremece minha alma em espasmos

Que me dão até calor

Estes versos são pra você

E todos os outros

Em linhas que talvez nem se cruzem

Mas existem…

 

Anúncios

Obrigada por comentar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s