Reconectar-se. Não às pessoas, ao mundo, mas à ti mesma! Buscar o que te satisfaz, tua essência, fazer as pazes contigo. Nesse mundo corrido é muito fácil se perder.

Recomeçar. Largar tudo pra trás, ou apenas engavetar alguns planos batidos. Reconstruir ideias, redirecionar a energia para coisas que te fazem bem. Por mais que teimem em dizer o contrário, recomeçar é importante, traz aprendizados e uma maior compreensão sobre coisas que ficaram pra trás. Não se pode começar novamente sem aceitar, avaliar e superar vivências passadas.

Refletir. Pensar em tudo que passou, tirar aprendizados! Questionar e reafirmar decisões. Agradecer todas as boas experiências e oportunidades, e pelas ruins também, muitas vezes são essas que nos fazem crescer.

rec

A vida tem dessas coisas, nos prega algumas peças. Consideramos que nossos sonhos estão feitos, nossos planos são sólidos, e da noite para o dia nos damos conta de que talvez tudo aquilo não nos faça mais tanto sentido. Talvez uma nova caminhada, por um “desvio”, fosse mais interessante. Vivemos tão facilmente de forma automática que é incomum nos questionarmos com regularidade sobre os caminhos que trilhamos: quando “chegamos lá”, pode ser que já não queríamos mais. Talvez essa seja a beleza da vida, nos proporcionar tantas vivências, tal variedade de possibilidades avulsas, combinadas, recombinadas!

Seja livre, de caminhos e de conceitos pré-estabelecidos. A vida é imprevisível, e é uma das suas maiores belezas! Tudo é mutável, fluido, volátil. Siga dançando de acordo com sua própria música.

 

Anúncios

Obrigada por comentar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s