Às vezes a tristeza bate de uma forma que acaba silenciando até mesmo a mais falante das pessoas. Chega-se a um ponto onde o único arrependimento foi não ter acelerado o carro naquele cruzamento enquanto o caminhão vinha. É o tempo o qual, caso alguém lhe perguntar sobre os seus sonhos, é capaz de ouvir a resposta MORTE como resposta. Nada parece certo, os estudos estão parados por mil e um motivos e o maior deles é a incapacidade da pessoa fazer o que deve ser feito.

Não é necessário nem dizer o que se passa com àquele coração solitário, muito menos mencionar o quão se acha um peixe fora d’água 24h por dia e em todos os lugares em que frequenta, inclusive a sua própria casa. O mais divertido nisso tudo é que ninguém nota o que se passa dentro daquele sorriso falso e das palavras vazias. O inimaginável é que ao ler algumas coisas antigas percebeu que apenas aqueles olhos de predador provavelmente conseguiriam perceber o que havia de errado, só de olhar nos olhos. Os olhos famintos do predador conseguiram o que jamais outra pessoa conseguiu, ver a alma. Mas do que adianta isso agora? Nada…

Procurava em todos os lugares algo que lhe desse um pouco de vontade de continuar caminhando, mas nessa estrada tudo parecia lhe dizer que o mais certo seria deitar a cabeça num travesseiro e dormir pela eternidade. Talvez esse fosse o motivo de tanto sono. Mas e a fraqueza? De onde vinha esse sentimento de fragilidade? A situação de total incerteza, de mudança e de tristeza tinha esse poder é claro. Chegou a sentir uma imensa saudade da infância, quem dera poder voltar aos seus oito anos de idade. A vida de adulto era uma merda e disso tinha certeza, sempre soube, mas viver era pior do que assistir.

images

Chega de tentar achar uma razão pra tudo isso que se passava na mente conturbada. Chega de tentar achar a solução, de chorar… Chega! Chega! Chega! Pois é, chegou ao limite e não tinha como sair disso. E agora José?! Melhor apagar as luzes e fechar os olhos e quem sabe no meio da noite encontrar um outro mundo. Ou quem sabe chutar o balde, o pau da barraca e ligar o botão conhecido como Fuck?! Se alguém achar a resposta de qual é a melhor saída quando se atinge ao limite, avisa ai que a gente dá um jeito de “vender” essa solução.

Anúncios

Obrigada por comentar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s