New year, new me. Todo ano a gente fala isso, né não? E mais: Enchemos nossos corações de promessas e metas (que geralmente a gente esquece no meio do caminho e repete tudo no ano seguinte), algumas modestas, outras tangíveis e muitas bem ambiciosas, mas chega dezembro e descobrimos que vários desses objetivos nós abandonamos (ou nos abandonaram) pelo meio do caminho.

Eu posso dizer sim que tive um 2016 de merda, com inúmeros problemas que me causaram muito mal, a ponto de me deixar afastada das coisas que mais gosto de fazer (escrever pro Ninho, inclusive). A primeira meta de 2017 era apenas superar tudo aquilo. Eis que caiu no meu colo na minha timeline uma coisa linda de Deus chamada Bullet Journal, que nada mais é que um espaço no qual você escreve seus planos e assinala depois de feitos! É muito simples, não?

Este é o Bullet Jornal como propõe Ryder Carroll
Este é o Bullet Jornal como propõe Ryder Carroll

Quem (re)descobriu a pólvora foi Ryder Carroll, designer que tinha dificuldades de concentração (acho que é DDA, hein). O método que ele designou é tão simples e funcional que se espalhou pelo mundo todo, afinal, se pode fazer em qualquer caderno e uma caneta só dá conta do negócio. Você pode anotar desde coisas simples do seu dia – como “levar o cachorro pra passear” – até mesmo os objetivos mais sonhadores que quiser tentar fazer. Usando a simbologia descomplicada que ele inventou, dá pra fazer bastante coisa.

E pra quem gosta de coisas frufrus assim como eu, pode incrementar o BuJo com cores, desenhos, fitinhas, caligrafia… A gente acha (e se perde) num monte de ideias espalhadas pelo Instagram, Pinterest, YouTube e muitos blogs nessa internê! Tá tudo lindo e liberado, desde que o BuJo não perca sua funcionalidade, afinal ele tem que te ajudar a cumprir suas tarefas.

Vai dizer que não fica lindo quando adiciona cor?
Vai dizer que não fica lindo quando adiciona cor?

Eu já consegui retomar rotinas de leitura com a ajuda do Bullet Journal, além de conseguir dar conta dos meus compromissos. Espero que ele também me ajude a retomar minhas metas mais ambiciosas, afinal, o BuJo também pode ser um bom amigo nesse sentido!

Anúncios

Um comentário em “Como o Bullet Journal está me ajudando e poderá te ajudar também

Obrigada por comentar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s