Carnaval é aquela época do ano que divide águas… Sabe como é, enquanto não passa o Carnaval as coisas não andam, a vida ainda tem ritmo de férias. Além disso é aquela velha disputa entre quem ama a folia e quem odeia. Mas convenhamos, pelo menos uma vez na vida você já se jogou fortemente em um “Bailinho”. Pode admitir, vai, estamos aqui pra contribuir e não pra julgar. Pra ser bem sincera eu parei de curtir essa festa na minha adolescência e isso se deu por um simples motivo: Mudei de cidade e lá o carnaval era de rua, não tinha a boa e velha opção de baile e as músicas eram quase todas de sertanejo (isso por volta do início dos anos 2000).


Hoje isso hoje está beeeeem pior. Essa manhã entrei no Spotify procurando uma boa playlist de Carnaval, afinal amoooo escutar axé às sextas. Me deparei com uma lista de músicas SERTANEJAS, FUNKS e outras bandas que tocam uma mistura desses ritmos… O QUE FIZERAM COM AS MÚSICAS DO SILVIO SANTOS, MARCHINHAS, IVETE, BANDA EVA, NETINHO, DANIELA MERCURY, ARA KETU, TIMBALADA, MOLEJO E OLODUM????

Semana passada o Mozi me mostrou uma matéria falado que alguns blocos em São Paulo no Rio de Janeiro baniram as marchinhas pois eram politicamente incorretas, SIM, afinal “Meu Pau te Ama” é uma música bem normal pra criançada escutar e cantar por ai né?! Sem falar que baladinha sertaneja é tipo boteco, achamos em qualquer esquina… Se for pra levar encochada e cantada ruim, não preciso sair no meio de um bloco, ir num baile… É só fazer isso em qualquer lugar em qualquer época do ano.

Depois dessa revolta ao pesquisar a lista de música, resolvi deixar o meu texto em comemoração ao dia do comediante e fazer uma listinha básica com provas de que o Carnaval dos anos 90 Foi o Melhor de Todos os Tempos!

Antes de começar quero avisar que dividi em 3 categorias: Músicas, Fantasias/Acessórios e Brincadeiras, boralá então:

MÚSICAS:

1- Marchinhas/ Músicas do Silvio Santos

Vai dizer que ao lembrar do Carnaval já não vem automático na cabeça os versinhos:
“A pipa do vovô não sobe mais…”

“Mamãe eu quero, mamãe eu quero, mamãe eu quero mamar”

Já começou a dançar também né???

2- É O Tchan

É O Tchan foi a banda dos anos 90, toda música que lançava era sucesso… Vai dizer que não queria que tocasse um

“Segura o Tchan, amarra o Tchan, segura o Tchan, Tchan, Tchan…”

Ou que só de ouvir isso aqui você já lembra da coreografia e sai descendo na boquinha da garraERROR

É todo mundo já foi uma criança ordinária!

3 – Netinho

Netinho é aquele cantor que lançou algumas músicas, estourou e depois sumiu… Porém já cantamos e dançamos muito ao som de:
“O miiiiiiiiilla, miu e uma noite de amor com você”

Agora um você vai chegar finalmente na rainha de nossos corações….

4- Ivete Sangalo/ Banda Eva

Se você e dos anos 90 compreende exatamente porque estão na mesma categoria, afinal Veveta começou a fazer sucesso sendo a líder da Banda Eva e seu sucesso após sair da banda só confirmou a energia que essa mulher tem! Todo mundo sai do chão só de ouvir ela cantando.

O muso Saulo ficou no lugar de Ivete e também garantiu várias músicas que nos fazem lembrar dessa época!

Tá até pensando em pular carnaval nesse momento né?!

5- Chiclete com Banana, Ara Ketu, Cheiro de Amor, Harmonia do Samba, Asa de Águia, Terra Samba

O Axé/Pagode era sinônimo de Carnaval nos anos 90, por isso coloquei essas 6 bandas maravilhosas aqui.
Chiclete com Banana é muito amor e é até hoje um dos Trio Elétricos mais agitados e disputados do carnaval de Salvador…  Afinal todo mundo quer: “Chicleeeeeete! Quero Chiclete, chiclete!

E o Ara Ketu quando canta deixa tooodo mundo pulando feito: Pipoca!

Nunca chegou o seu crush e falou aquela famosa frase: “Vem neném, vem neném…” (Harmonia do Samba)

Bota pra ferver – Asa de águia

Depois dessa deu até vontade de fazer uma playlist e sair por aí brincando né?
Gostei bastante dessa do Hugo Gloss!

FANTASIAS/ACESSÓRIOS:

1 -Feiticeira

feiticeira

Ela era um sexysimbol da época, uma das assistente de palco do Luciano Huck… E como nada era muito “politicamente correto” na época as crianças amavam essa personagem e todas queriam usar a fantasia da feiticeira!

feiticeira-tiazinha

2- Tiazinha

tiazinha-kipling

A Tiazinha foi a primeira assistente de palco do Huck a fazer sucesso entre os marmanjos e a criançada. E como até hoje é assim, o que faz sucesso na televisão vira febre de fantasias para o carnaval!

tiazinha

3- Odalisca do Tchan/Havaiana do Tchan

odalisca

 

Já falamos que É O Tchan era o maior sucesso nos anos 90, então se as músicas não paravam de tocar e eles iam em todos os programas de televisão na época (Batiam Ponto no Domingão do Faustão e no Domingo Legal do Gugu), dá pra imaginar que o que a Carla Perez e as Sheilas (loira e morena) vestiam virava febre!

havaiana-e-o-tchan

Na escola, nos bloquinhos ou nos bailes o que mais encontrava era uma criança vestida como as dançarinas do Tchan. Quem nunca foi uma criança ordinária?!

eotchan

4 -Spray de Pintar Cabelo/ Papel Crepom

Nessa época não tinha muita tinta colorida no mercado… E os pais dificilmente deixavam suas crianças descolorirem seus cabelos, afinal faz mal pra saúde… Então a saída pra quem já fazia parte da ala dos unicórnios era arrumar outro jeito de colorir as madeixas.

E adivinha só o que o povo fazia? Uma mistura de água com papel crepom e depois passava no cabelo! Outra alternativa era pegar os sprays coloridos de cabelo e usar, na real eles mais manchavam o corpo e a roupa do que os cabelos. Mas era diversão garantida!

5- Gel com Glitter

glitter

Ser menina tem suas vantagens, essa não é uma delas. Afinal para tirar esse gel do cabelo… era mais fácil raspar a cabeça! Sério, lavava, lavava, lavava e não saia. Resultado: Ficava cheia de Glitter um mês depois do carnaval ter passado.

BRINCADEIRAS:

1- Spray de Espuma

spray-de-espuma-no-carnaval-fique-atenta

O famoso spray de espuma teve origem nos anos 90, agora imagina o que virava a mistura: Glitter + Cabelo Colorido (por spray ou papel crepom) + Espuminha + Serpentina + Confete! As mães super curtiam… Só que não! Sem falar que rolava sempre aquela briga porque a lata de alguém acaba antes e o coleguinha não queria dividir a dele. Tinha até casos em que ouvia-se um grito de longe:
-O MÃÃÃÃÃEEEEEE FULANO JOGOU ESPUMA NO MEU OLHO! Era nesse momento que as espumas eram confiscada e o “dedo duro” levava uns tapinhas bem de leve dos colegas.

2- Guerra de Confete

confete

Enquanto o spray não era muito conhecido, a tradição era brincar de jogar confete no cabelo dos amigos. Os meninos nem tinham tantos problemas, era só balança a cabeça e pronto, tava sem nada. Já as meninas ficam mais um mês com confete nos cabelos, até conseguir tirar tudo. E no final sempre tinha alguém com a brilhante ideia de juntar o que tava no chão pra reutilizar no próximo ano.

3- Reaproveitar a Serpentina

destaques-41-festas-1

A magia da serpentina era jogar, ver formar aquela linha de papel colorida grudar em algum canto. Mas depois disso tentar enrolar ela novamente e jogar de novo. Tinha até crianças que se enrolavam na serpentina e ficavam brincando de múmias. Como naquela época não tinha celular, infelizmente não temos tantos registros dessas brincadeiras. Mas cada turma tinha a sua própria tradição de brincadeiras.

4- Concurso de Fantasia

img224

Até hoje se forem em alguma festa voltada para as crianças terá o concurso de fantasia, a diferença é que naquela época era difícil encontrar fantasias tão bem feitas como hoje. Então a diversão era muito maior, afinal os pais não gastavam mais de R$50 numa fantasia pra uns dias, isso hoje corresponderia a R$100. A brincadeira não era ganhar o concurso em si, mas desfilar e fazer gracinha, ou seja, ser o centro das atenções.

carnaval90

Dizem as más linguás que os Cospobres tiveram origem nessa década, afinal se fazia fantasia com o que se tinha em casa mesmo.

 

5- Concurso de Dança

concurso-de-fantasia

Se você ia em Bailes de Carnaval então sabe que esse concurso era junto com o de Fantasias, pois era um dos pontos a serem analisados. Era quase um prêmio de consolação por não ter ganho como a fantasia mais bonita. Mais uma vez sempre ganhava aquele que tinha mais desenvoltura em frente ao público, ou seja, aquele que mais passava vergonha e dançava dignamente, bem estilo “boneco de posto”.

carnaval-fantasias

O mais divertido de tudo era foliar ao lado dos irmãos, primos e amigos. Na maioria das veze nem era necessário participar dos concursos, a gente só queria mesmo poder ser o que queria ser por um dia, brincar o dia todo, correr e dançar. Uma ótima desculpa para se divertir sem hora pra acabar, pois mesmo quando o clube fechava a meninada ficava lá fora brincando até não aguentar mais. Vai dizer que no final do dia você não estava mortinho e dormia no caminho pra casa… Enquanto isso sua mãe se descabelava pra saber o que faria com aquela mistura de Pipoca + Algodão Doce + Espuma + Serpentina + Confete + Cores (que tinham escorrido do seu cabelo) + Suor na qual você tinha se transformado.
E aí como você aproveitava o Carnaval quando era pequeno? O que vai fazer esse ano? Conta pra gente aqui nos comentários!

 

 

Anúncios

Obrigada por comentar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s