Ela nunca pulou um Carnaval depois dos seus 16 anos… Na verdade pulou até os 12 anos e depois um aos 15, mas nunca foi nessas festas de rua, trio elétrico, desfile de escolas de samba, blocos ou seja lá mais o que fazem. Não é que não goste dessa época, só achava que é meio melancólico e que atualmente não é tão bom quanto aqueles de salão, o qual não tinha nas cidades que morava. Então preferia ficar em casa sabe-se lá fazendo o que.

Mas este ano resolveu pular, descobriu que tem pela cidade um daqueles velhos carnavais de Marchinha, mas pra ser completo resolveu se fantasiar e ir bem estilo carnaval das antigas mesmo. Não querendo gastar muito pegou um vestido de bolinha, fez aquele olho de gatinha, passou um batom vermelho prendeu o cabelo em rabinho de cavalo. Enquanto se olhava no espelho uma velha memória surgiu.

delineador-gatinho-1

Uma menina, bem pequena, por volta dos seus oito anos, olhos bem azuis, cabelos cacheados e loiros. Andando com a mãe pela cidade inteira em busca de uma fantasia, viu várias que gostou e que ficaram lindas, mas não era a que queria. A menininha já era cheia de personalidade naquela época e tinha combinado com as amiguinhas da escola que todas iriam de Odalisca, cada uma de uma cor é claro. E justo naquele ano a fantasia que ela queria estava em falta, mas não desistiu e nem deixou a mãe lhe convencer de ir com outra. Depois de rodar duas cidades inteiras de ônibus, finalmente encontrou a tal fantasia. Se não lhe falhava a memória, era vermelha, ou azul. Depois de todo aquele esforço ela estava se arrumando para ir pular Carnaval na escola, com um rabo de cavalo bem alto, batom rosa quase vermelho, um glitter nos olhos.

No outro ano ela queria ir diferente das amigas, mostrando novamente sua personalidade, então foi em busca de um short jeans curto, uma camiseta amarela cortada na barriga e um suspensório. Prendeu o cabelo estilo meio rabo de cavalo torto e foi de Misty do desenho que era mania naquele ano, Pokémon.

Agora de volta realidade, lembrou de quanto queria crescer pra saber como era o baile dos adultos, mas hoje na verdade queria voltar a ser criança, pois percebeu que passou a infância inteira querendo vestir a fantasia de um adulto para brincar durante o Carnaval, mas na verdade poderia ter aproveitado muito mais suas fantasias de pirata, fadas, princesas, super-heróis. Afinal quando se é criança e não é cobrada pelos padrões da sociedade, poderia ser quem bem entendesse.

Anúncios

Obrigada por comentar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s