Este poema nasceu realmente como diz em seu conteúdo… eu não conseguia dormir porque tinha ficado com uma ou outra estrofe na cabeça… e só consegui descansar depois de colocar no papel…

Luana Mallorquim empresta a voz nesta leitura do poema…

 

E agora?

Virava pra lá,

Virava pra cá,

Sentia-se aflita,

Não sabia o que pensar

Então ouvia que alguma coisa vinha

Saía pelos lados

Quase pela orelha,

Descia até a mão direita

Não via o instrumento

Voltava então por onde veio

Até que, de tanto insistir,

A fez levantar

Não lhe deu tempo

Nem da janta requentar

Quando percebeu

Estava a rabiscar

E logo a digitar

Letra por letra

Uma estrofe a terminar

Quando percebeu

Estava clicando em “salvar”

O poema que acabava de chegar

E agora, José?

Esboçando um sorriso,

Fez a luz apagar,

Pegou um cobertor

Já que a noite esfriou,

E agora, José?

Agora sim… vou dormir!

Anúncios

Obrigada por comentar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s