Por: Gilce Galvão

Olá Ex amor da minha vida! É… Era assim que eu imaginei quando te conheci, aquela sensação que nunca senti com ninguém, aquele frio na barriga inexplicável, e aquela reciprocidade que eu nunca tinha tido antes.

Foram semanas de conversas, e eu que sempre odiei “grude”, amava suas inúmeras mensagens durante o dia, cada uma… mesmo que um “oi”, abria meu largo sorriso, aquele que você puxou conversa, dizendo que era lindo, ah ele era romântico, era doce… Ele cantava e ainda tocava violão! E amava café e filmes, assim como amava música! E além de tudo, ainda era divertido e carinhoso, ah… e odiava joguinhos tanto como eu! ahhh finalmente posso seu eu! Parecíamos duas peças que iam se encaixar perfeitamente… Foi o que eu achei… Mas peças muito parecidas não costumam se encaixar…

E um simples medo meu, afastou você, afastou de certa forma que o transformou em outra pessoa, diferente da que eu “criei”. Me senti culpada por muito tempo de ter te afastado por um medo inconsciente meu, mas era um medo seu também, era pra um ter cuidado do outro e não fugir. Eu tentei esconder meu medo e cuidar do seu, mas já não era possível. Você se fechou, não quis mais sair da sua zona de conforto, não quis mais voar comigo, e nem tirar seus pés do chão, e tudo que eu ouvia era “eu não consigo me envolver” “Eu estou na defensiva” “eu queria gostar de você”. Queria…

Mas isso não era verdade, só não era eu, não era eu que você queria. Mas eu superestimei as poucas coisas boas que aconteceram nesse período de “fechamento” seu, e subestimei todas as ruins, e olha que foram muitas, mas escrevendo bonitinho assim, nem parece que você deixou marcas que ainda não se apagaram. Mas mulher é boba, sempre quer cuidar, quer curar, quer trazer pra perto, quer mostrar que as coisas podem ser diferentes, “ah ele só está sendo ogro porque não está bem” “ah ele só visualizou porque deve estar ocupado” Ah ele não quer ficar comigo agora” e eu fiz exatamente isso, insisti num número que não era meu, insisti numa história de amor que não era minha.

E um dia você me deu um pouco de esperança “talvez um dia nossa história seja diferente disso” e seria mesmo, mas não do jeito que eu estava esperando.

Um belo dia você compartilhou um texto lindo “eu vou cuidar de você e curar todas as suas feridas”. Mas por quê? Porque eu sabia que não era pra mim? E eu tinha certeza que você tinha encontrado outra pessoa…

E uma simples pergunta MINHA, e uma resposta SUA mais simples ainda “YEAH! ” Passou por mim como vendaval, e levou uma parte boa minha, o pouco que ainda restava, pois com cada insistência em fazer você gostar de mim, eu deixava um pouquinho, e você só devolvia dor em troca. Tentei ser forte… mesmo digitando com as mãos tremendo, e as lágrimas rolando “Você só não conseguia amar porque não tinha encontrado a pessoa certa, agora você encontrou, você vai ser muito feliz!” e sua resposta foi “eu sei que vou”. E eu só esperava um “você também vai ser”.

Quem diria que a letra da música PHOTOGRAPH que você tocou pra mim num momento tão legal, faria tanto sentido…

E assim acaba nossa breve e dolorosa história de amor, pois peças iguais não se encaixam, e sei que você encontrou a peça diferente que faltava em você, e que não tem ideia da dor e da mágoa que deixou, mas da mesma forma que eu desejei um dia que você fosse feliz, e mesmo apesar da dor, eu ainda te desejo isso.

Nossa história era pra ter sido linda, só não era a minha história de amor. A minha está lá fora em algum lugar, esperando pra me encontrar… e eu vou dar um jeito de achá-la…

“O Amor pode machucar, o Amor pode machucar às vezes, mas o Amor é tudo que eu conheço…

O Amor pode curar, o Amor pode sarar a sua Alma, e é a única coisa que eu sei…” ♪♩

Adeus,

Att, Peppa.

“Encontra nas palavras o refúgio e o escape para todas as coisas ditas e as ainda não ditas. Ama contar histórias de amor através da Fotografia e sonha um dia contar a sua própria. Uma romântica à moda antiga, que descobriu há pouco tempo que escrever pode curar…”

Anúncios

Obrigada por comentar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s