Dia 03 de janeiro eu completo um ano mergulhada e apaixonada nessa prática de organização, ficando muito feliz a cada vez que vejo ela ganhar mais adeptos. Foram 365 dias de experimentação, tentativas, falhas, acertos e muito amor por essa forma que ao mesmo tempo que me alerta sobre meus compromissos, me relaxa e diminui minha ansiedade. Estou aqui pra contar o que não deu certo pra mim. Pode ser que pra você funcione, mas se puder evitar, não faça!

Aqui estarão as imagens do meu BuJo, meu conteúdo e meus desenhos, então proceda com cautela. 😀

1- Nunca use mais que um caderno

 

Eu devia ter abandonado um deles, mas não consegui… ❤

Teste quantos você quiser/puder/conseguir, mas fique sempre com um caderno só. Além de ficar realmente mais organizado, que é a premissa do Bullet Jornal, você não tem que ficar carregando pesos extras caso precise. Eu comecei com um caderno 1/4 pautado de 200 folhas, mas não consegui fazer nele os rastreadores e medidores de humor, então comprei um brochura estilo Moleskine para a tarefa. Raramente os levo pra rua, mas poderia ter concentrado tudo num só, evitando o transtorno.

2- Não use caderno sem pauta se você não tem aptidões pra desenho

 

Meu tracker tortinho

Esse eu aprendi na marra. O caderno dos trackers é sem pauta, então todas as minhas tabelas estão (continuam, melhor dizendo) tortas. Por achar que as pautas me limitariam, peguei um caderno liso e ignorei completamente a existência dos cadernos quadriculados da mesma marca. O ideal meeeeeeeeeeeesmo são os cadernos pontilhados (ou pontados, como queiram), mas quando fui comprar, não havia nenhum a pronta entrega em Foz do Iguaçu (e como comprando pela Internet demoraria a chegar), não quis perder tempo e comecei de uma vez.

3- Não faça desenhos fru-frus se não é a sua/se você não tem tempo

 

#frufru #orgulho

O mote do caderninho é ele ser funcional, não adianta você mergulhar no mundo maravilhoso do Pinterest se você não tem tempo/paciência pra fazer toda aquela caligrafia bonita e desenhinhos elaborados. Faça de acordo com a sua vontade e o tempo que você tem/quer ficar em cima daquilo. Eu faço meus desenhos tortos porque tenho tempo de sobra pra eles e tornou-se já uma atividade terapêutica.

4- Não se force a fazer o que não quer no seu BuJo

Decidi separar esse item do de cima pra reforçar: O BuJo tem que virar hábito, não fardo. Não adianta fazer forçado, se desanimar, mude a forma com que você está fazendo ou reavalie se essa tática é pra você. Não há nenhum problema se precisar parar para chegar à conclusão. Você pode até mesmo sair do clean pro fru-fru e vice-versa, desde que te faça contente riscar as tarefas cumpridas ao fim do dia (ou no começo do dia seguinte, aí é contigo).

5- Não tenha dó de usar washi tapes

Apesar do uso e abuso nessa página, ainda tenho dó, admito.

 

Eu tenho esse problema! Elas são tão lindas que podem ser usadas em tudo e pra quase tudo, mas eu tenho uma dóóóóóó! Elas servem pra decorar páginas, marcá-las, servem até pra cobrir algum erro que você tenha cometido em uma folha qualquer. O negócio é usar sem dó (vou até marcar aqui nas minhas metas pra 2018).

6- Não se esqueça de marcar sempre as páginas dos seus índices

 

O índice é uma das partes principais do Bullet Journal, só perde pra legenda. Como meus cadernos são 1/4, meus índices duram bem pouco; no caderno pautado, cerca de dois meses cada. Toda vez que eu preciso encontrar um conteúdo no índice antigo ou até mesmo pra poer fazer um novo, fico toda perdida. Um suplício.

7- Não comece seu ano sem fazer um Future Log

Apenas por questão de organização (e eu sou bem chatinha com isso, hehe). Eu só fui fazer o meu de Janeiro pra Fevereiro e ficou meio… esquisito. Mas quem começa o BuJo em alguma outra época do ano pode jogá-lo para as páginas finais que não tem problema algum, ou se seu plano é realmente um período que não necessariamente se inicie no começo do ano.

8- Não esqueça nunca do padrão de suas tabelas

Esse é um defeito que eu sempre tento me corrigir. Se você usa várias canetas de diferentes espessuras, tente sempre se lembrar (ou anote) quais você usa para cada padrão de tabela. Isso evita que cada tabela, mesmo que seja igual a  dos meses anteriores, fique feia por detalhes não observados (mais fina ou mais grossa).

9- Não esqueça de paginar seu BuJo

Se há um índice, o caderno precisa ser paginado! Não precisa enlouquecer e sair metendo números antes mesmo de preencher as páginas com tinta. Vá devagar, conforme você vai usando, vai paginando. Assim, você nem sente e, além do mais, se você errar qualquer coisa, poderá arrancar a folha sem dó ou remorso (ou sem o esquecimento do “Aonde foi parar a página 97?”).

10- Não se limite!

Se tiver tempo, disposição e paciência, tente! Invente! Seja lá como for, o método Bullet Journal não é rígido e sua vida não é engessada (espero), então vá fazendo do seu jeito, da forma que for mais cômoda pra você e que te faça sentir bem e que ele te sirva bem! Seja feliz com seu BuJo do jeito que ele for!

 

Bônus – Não deixe de preencher todas as páginas

Se tem algo no qual eu falhei miseravelmente esse ano, foi esse ítem. Algumas folhas que eu deixei como o tracker de economia financeira, resumão do semestre, aprendizado de francês, gratitude log etc. ficaram todos em branco. A intenção é correr atrás do prejuízo antes do fim do ano, mas de qualquer forma, me prometo prestar mais atenção para que não aconteça mais em 2018.

…acho que essa página precisava ser preenchida…

Se você estiver fazendo um Bullet Journal ou planejando começar essa mistura de diário, planner, agenda e lista de tarefas, espero que essas dicas te sejam úteis. Essa prática salvou meu 2017 e eu enxergo um 2018 bem melhor com ela!

Anúncios

Obrigada por comentar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s