O canal E! decidiu (finalmente!) apostar em produções drag nacionais e presenteou-nos no fim do ano passado com o programa Drag Me As A Queen. E ele me faz muito feliz.

Três Drag Queens nacionais (a deusa Ikaro Kadoshi, a engenhosa Rita Von Hunty e a divertida Penelopy Jean) recebem mulheres com algum problema de autoestima e as ajudam a resgatam a confiança delas através de um makeover, com direito a tudo o que uma Drag tem direito: muita maquiagem, perucas, um bom figurino e um palco para se apresentarem (e olha que em determinados lugares, isso é bem difícil), para a família e os amigos.

Ikaro Kadoshi, Rita Von Hunty e Penelopy Jean. Eu AMO esse trio! ❤

A primeira temporada trouxe temas pra lá de variados e mostrou que mesmo com as três apresentadoras não sendo muito experientes com tevê, elas deram um banho. Antes de tudo, foi feita uma seleção com várias artistas e a escolha até então tem se provado muito certa (apesar do meu lado crica problematizadoura realmente sentir falta de uma drag negra): Rita, Ikaro e Penelopy se completam. Ritinha traz toda sua rapidez, inteligência e língua afiada, como ela mesmo diz na abertura; Ikaro tem uma sensibilidade incrível e a Penelopy agrega com sua leveza e seus gracejos.

Ferveção, Razão e Emoção: é assim que podemos definir essas maravilhosas

Como se o formato não fosse o suficiente para prender quem adora a arte do transformismo, um bom estilo reality ou um bom makeover, já tivemos momentos marcantes na primeira temporada. Para não estragar quem quer ver (aqui no Facebook tem o primeiro episódio), direi apenas três: Quando elas transformam a Silk, a Carol, que deixou de ter confiança em si mesma quando seu corpo mudou por conta da maternidade e ainda estava em transição capilar à época das gravações; Ikaro Kadoshi a maquia, porque tinha um ponto a mostrar a ela. A maneira com que ele faz isso é emocionante (nem sempre uma peruca precisa estar recheada de pétalas de rosas pra ser retirada de forma impactante). O mais belo é a frase que ele disse ao final, nos bastidores. “Ás vezes, você só falar não basta. É preciso mostrar.” Eu chorei feito uma danada.

Outra parte legal foi a da Rita, que ao maquiar a Luciana, chamada de Sissy Spice – que se perdeu de si ao ver seu relacionamento de 11 anos chegar ao fim – mostrar a ela que autoconfiança não deveria depender de peso, já que antes de perder alguns quilos, ela queria ser modelo plus size. E a minha parte favorita da fervida Penelopy é uma piada com definição de gênero que teve um timing maravilhoso entre as três. Na parte do camarim, no programa em que elas transformaram a Lilith, Juliane, uma grande mulher que se sente insegura por ser muito alta, logo, fora dos padrões; Rita está vestida à la Marlene Dietrich e seu visual icônico de fraque e cartola do filme “Marrocos”. Enquanto ela ajuda Lilith a provar as roupas, Ikaro pergunta “Você não tá achando a Ritinha estranha hoje?” e Penelopy diz “Não sei se eu chamo ela de senhor ou senhora…” Eis que Rita abre as cortinas e diz “Me chame de cenoura, pois sou vegana!” A conversa entre Penelopy e Lilith sobre bullying também é muito boa.

Support your local queens!

O programa é muito bem feito, muito bem dividido, a proposta é ótima e ajuda a mostrar que Drag é uma arte que não tem gênero, as três são maravilhosas e vale sim dar uma olhada no site da E! para assistir os programas da temporada passada. Até porque a nova temporada só estreia em março e eu não sei o que farei da vida até lá sem as três e suas características que as tornam mais incríveis. Como RuPaul sempre diz, apoie suas drags locais!

 

Anúncios

2 comentários em “Drag Me As a Queen: Como não amar?

Obrigada por comentar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s