Como un diccionario

Os próximos posts serão parte da coletânea de poemas em espanhol, uma das partes mais "difíceis" de se fazer dentro do Projeto Vozes, por isso vai meu carinho e agradecimento infinito aos amigos paraguayos, peruanos, uruguayos que colaboraram para que eu conseguisse o objetivo de todos os poemas lidos. O primeiro é lido pela amiga, … Continue lendo Como un diccionario

Anúncios

Pela milésima e última vez!

Um dia qualquer, uma segunda qualquer. Com um final de tarde abstrato... Sim, algo que não consegui decifrar ou entender qualquer palavra dita ali. Era como se você falasse, falasse e todas as outras pessoas falassem e eu nada... Eu só ouvia sua respiração, observava seu passar de mão no cabelo, você e sua teimosa … Continue lendo Pela milésima e última vez!

Primeiro erro

Era estranho depois de tanto tempo conseguir olhar ver o fundo daqueles olhos tão de perto. De longe eles eram mais escuros do que realmente eram, e o brilho era ainda mais intenso e nebriante. Tinha algo de diferente naquele olhar, talvez foi o tempo que passou, ou então as lições aprendidas, poderia ser as … Continue lendo Primeiro erro

Louca de Pedra

Há última oração já aconteceu há muito tempo, naquele onde a pequena ainda tinha um pouco de esperança e também sonhos. Atualmente seus pés não flutuavam mais, ela não desejava salvar mais o seu próprio coração, tão quebrado, tão esmagado que os novos curativos já não aguentavam e se arrebentavam. Não sabia se isso era … Continue lendo Louca de Pedra

Hoje não encontrei as palavras

Faz algum tempo que ando perdida mais em sentimentos do que palavras, na realidade nua e crua quando algo me inquieta eu me calo, isso é raro para alguém que costumava escrever até sobre o ar que respirava. Sempre fui daquelas que acreditava cegamente que a escrita era literalmente o motivo pela qual vivia, era … Continue lendo Hoje não encontrei as palavras