Alomorfia

Vocês já passaram por mudanças consideráveis, que desestabilizam certezas que foram construídas por anos? De começar do zero, de um lugar desconhecido, criando um estranhamento. Mas sabe quando sentimos uma certeza? Por mais que não pareça favorável, a impressão de que é certo o que se está fazendo. Como algo que sempre sonhamos, queremos e … Continue lendo Alomorfia

Anúncios

Doloroso gurufim

Pronto, mais um pedaço da minha infância foi embora. Almir Guineto deixou esse mundo na tarde de sexta-feira (5), dando um tom mais triste ao samba. https://www.youtube.com/watch?v=zSI9wC25ydY   Claro que vou lamentar aqui (ao som de Caxambu - essa versão não é a primeira, adoraria encontrar a que está no disco de 1986) uma parte … Continue lendo Doloroso gurufim

Só posso dizer

Leia ouvindo: Nando Reis - Só Posso Dizer (Seattle) (Jardim-Pomar) Voltando para a casa, dia cansativo ligo em uma rádio da cidade e começo a prestar atenção na melodia que começa tocar, a voz era inconfundível, era do ruivo Nando Reis. Sobre a música, o cantor comentou: “É uma dessas músicas que parecem que já … Continue lendo Só posso dizer

A Chape e reflexões sobre humanidades e a importância de se viver cada dia

Ler ouvindo: Trem-Bala-  Ana Vilela O sábado de manhã amanhece com tonalidades cinzentas, com ar de luto. Minha mãe prepara o almoço com todo o carinho e na televisão a cobertura do cortejo das vítimas do Chapecó. Por mais que a comida estava apetitosa, a angústia no peito e o nó na garganta, não deixavam a … Continue lendo A Chape e reflexões sobre humanidades e a importância de se viver cada dia

Telefonema

Era uma terça-feira comum, bem ensolarada, o clima de primavera. Beth estava deitada em um banco do parque no horário de almoço lendo um livro. Estava meio encantada com aquele mundo que descobria nas páginas. Chegou até a grifar algumas palavras que achou bonitas, outras que a fizeram lembrar-se de algum amigo. Olhou para longe … Continue lendo Telefonema